Fortaleza de Rogério Ceni vence e volta à elite do futebol brasileiro depois de 12 anos

  • Por Jovem Pan
  • 03/11/2018 21h30
Pedro Chaves/FortalezaEx-São Paulo, Rogério Ceni conduziu o Fortaleza à Série A do Campeonato Brasileiro

No ano em que completa seu centenário, o Fortaleza alcançou o tão sonhado presente. Jogando no estádio Antônio Accyoli, em Goiânia, neste sábado (3), o time comandado por Rogério Ceni bateu o Atlético-GO por 2 a 1, e garantiu matematicamente o acesso à elite do Campeonato Brasileiro em 2019. A partida foi válida pela 34ª rodada da Série B.

Beneficiado pelos tropeços de Vila Nova e Londrina – ambos empataram na rodada, o Fortaleza está de volta à elite depois de 12 anos. O tricolor cearense chegou aos 64 pontos e não pode mais ser alcançado pelos times que estão fora do G4 – a zona de acesso.

O Fortaleza pode até ser campeão nesta próxima terça-feira (6), pela 35ª rodada, se vencer o CSA, em casa, e o Atlético Goianiense não perder para o Avaí, em Goiânia. Em sétimo lugar, o time goiano estacionou nos 51 pontos e perdeu a chance de encostar no rival Goiás, que é o quarto com 54.

O jogo

A partida começou franca, com o Atlético Goianiense ligeiramente melhor e criando as melhores oportunidades. O Fortaleza, porém, foi cirúrgico e marcou nas duas vezes que chegou com perigo. Aos 14 minutos, Jonathan saiu jogando errado e entregou nos pés de Marcinho, que tocou para Gustavo bater de primeira no canto direito do goleiro Kléver.

Aos 25 minutos, Éderson cruzou e Bruno Melo subiu na primeira trave para desviar de cabeça, ampliando o placar. O Fortaleza ainda acertou a trave com Gustavo. Já o Atlético Goianiense viu o goleiro Marcelo Boeck salvar em um chute de Thiago Santos. E essa cena se repetiria durante todo o segundo tempo.

Na frente, o Fortaleza recuou e praticamente não conseguiu ficar com a bola. Já o time goiano criou pelo menos quatro boas oportunidades antes de diminuir, mas em todas elas parou em Marcelo Boeck. Aos 48 minutos, João Paulo aproveitou bate e rebate para fazer o único gol do Atlético Goianiense, que não estragou a festa feita pelos tricolores após o apito final.