Antonio Conte não é mais o treinador da Inter de Milão

Imprensa italiana diz que o técnico teria ficado insatisfeito com o plano do presidente e acionista majoritário da Internazionale, o chinês Steven Zhang, de reduzir cerca de 20% da folha salarial

  • Por Jovem Pan
  • 26/05/2021 17h40 - Atualizado em 26/05/2021 20h48
Reprodução/@Inter_BRAntonio Conte deixou a Inter de Milão após o título do Italiano

A Inter de Milão informou nesta quarta-feira, 26, que Antonio Conte não é mais o treinador de seu time principal. Menos de um mês após ser campeão do Italiano 2020/21, ficando à frente de Milan, Atalanta e Juventus, o clube anunciou que as partes decidiram romper o contrato que iria até junho do ano que vem. “Todo o clube agradece a Antonio pelo extraordinário trabalho que realizou, culminando com a conquista do 19.º Scudetto (Campeonato Italiano). Antonio Conte ficará para sempre na história do nosso Clube”, informou a Internazionale, que agora monitora os nomes de Simone Inzaghi (ex-Lazio) e Massimiliano Allegri (ex-Milan e Juventus). Ao todo, Conte dirigiu a equipe em 99 partidas com 62 vitórias, 22 empates e 15 derrotas.

Informações da imprensa italiana dão conta de que o treinador teria ficado insatisfeito com o plano do presidente e acionista majoritário da Internazionale, o chinês Steven Zhang, de reduzir custos (cerca de 20% da folha salarial) e, assim, ser menos ousado no mercado de transferências de jogadores na próxima janela, que será aberta em 1º de julho. O saldo positivo seria de 100 milhões de euros (R$ 648,2 milhões na cotação atual), o que significa ter que vender jogadores. As notícias na Itália dão conta que esses atletas seriam o centroavante belga Romelu Lukaku, o atacante argentino Lautaro Martínez, o lateral-direito marroquino Achraf Hakimi, entre outros.

*Com informações do Estadão Conteúdo