Coronavírus na Rússia: brasileiro Ari questiona números de infectados

  • Por Pedro Sciola
  • 18/03/2020 10h50 - Atualizado em 18/03/2020 10h53
Divulgação/FC KrasnodarBrasileiro naturalizado russo, Ari é atacante do Krasnodar

O Campeonato Russo foi um dos últimos a ser paralisado no mundo devido ao surto do novo coronavírus. Oficialmente, as autoridades afirmam ter 139 casos de Covid-19, sem nenhuma morte registrada até o momento. Entretanto, para o atacante Ari, do Krasnodar, os números parecem não constatar a realidade do país.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Jovem Pan Online, nesta quarta-feira (18), o brasileiro naturalizado russo disse que a Rússia, provavelmente, tem mais pessoas infectadas do que as computadas pelo Kremlin.

“Acredito que as autoridades estejam amenizando a situação. Porque comparado a outros países, o número de casos é bem baixo. Então acredito que eles não estejam divulgando a quantidade correta de pessoas infectadas pelo coronavírus”, disse o cearense, de 34 anos.

A informação de que não houve nenhuma ocorrência de óbito provocada pelo Covid-19 também não seria verdadeira. De acordo com Ari, um médico do Krasnodar contou-lhe sobre um caso fatal na cidade-sede do clube.

“Acredito que as autoridades estejam amenizando a situação. Até porque fiquei sabendo pelo departamento médico da nossa equipe que já houve uma morte em Krasnodar devido ao coronavírus”, declarou o jogador, que tem passagens por outros times russos, como o Spartak Moscou e o Lokomotiv Moscou.

Preocupado com a situação no país, Ari afirmou temer o vírus e se disse aliviado por nenhum familiar ou amigo ter contraído a doença. “Tenho medo, sim, porque é um vírus que chegar a matar. Graças a Deus, nenhum familiar, amigo ou colega se contaminou. Então é continuar se cuidando para que isso não aconteça”, comentou.

Campeonato Russo paralisado até o dia 10 de abril

Ontem, a Federação de Futebol Russa e a liga que organiza o campeonato nacional decidiram suspender o futebol no país até o dia 10 de abril. Para Ari, a decisão foi correta e não demorou a ser aplicada.

“Com o crescimento de pessoas infectadas, a Federação tomou essa atitude. Essa pausa veio em ótimo momento. No último jogo, jogamos de portões fechados. Jogar sem torcedores é muito triste. Vamos torcer para que no dia 10 de abril a gente volte a receber torcedores e que eles possam apoiar a gente. Continuar sonhando e brigando pelo título deste ano”, comentou.

Restando oito rodadas para o término do Campeonato Russo, o Krasnodar é o terceiro colocado do torneio com 41 pontos, nove a menos que o líder Zenit. Otimista, Ari crê que disputar o título ainda é realidade.

“Sim, sem dúvida nosso objetivo é o título. O Zenit está com 9 pontos na nossa frente e ainda faltam muitos jogos. Temos que acreditar até o final. Nessa pausa, por um lado foi muito boa para nossa equipe porque temos 7 ou 8 jogadores machucados. Nessa pausa, vão voltar praticamente todos os jogadores, todos titulares. É continuar sonhando e lutando até o final”, finalizou.