Cristiano Ronaldo aceita corte no salário e doa respiradores a hospital em Portugal

  • Por Jovem Pan
  • 28/03/2020 13h31 - Atualizado em 28/03/2020 13h31
Guillaume Horcajuello/EFECristiano Ronaldo já foi eleito o melhor jogador do mundo em cinco oportunidades

Eleito por cinco vezes o melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo tem mostrado que é um craque também fora das quatro linhas. De acordo com informações publicadas neste sábado pelo jornal italiano TuttoSport, o astro concordou com o corte de parte do seu salário na Juventus e ainda doou cinco respirados a um hospital em Portugal para ajudar no tratamento de pessoas infectadas com o novo coronavírus.

Segundo a publicação, a ideia do corte salarial na Juventus partiu do zagueiro Giorgio Chiellini. Ele, que vinha debatendo a questão com a diretoria nos últimos dias, entrou em contato com Cristiano Ronaldo, Bonucci e Buffon, e os três líderes do vestiário italiano se mostraram “amplamente disponíveis” a aceitar a redução.

As negociações ainda não foram concluídos e nem se sabe qual porcentagem de cada salário será descontada, mas certamente o clube terá um alívio financeiro neste momento sem jogos – e, consequentemente, sem receita. Apenas o salário anual de Cristiano Ronaldo, por exemplo, gira em torno de 31 milhões de euros.

O português, por sinal, ignorou o provável corte e doou cinco respiradores para unidades de saúde da Ilha Madeira, região onde nasceu. O craque, que já havia protagonizado um bonito gesto ao doar 35 leitos de UTI a um hospital português, está no país-natal desde que o Campeonato Italiano foi paralisado.