Espanha convoca ‘sensação’ da Premier League e ‘abre guerra’ com país africano; entenda

“São dois anos de alto nível na Inglaterra, é um jogador diferenciado, um ponta com dribles que ninguém na Europa faz”, afirmou o treinador da seleção espanhola, Luis Enrique

  • Por Jovem Pan
  • 02/10/2020 11h41 - Atualizado em 02/10/2020 11h45
Justin Setterfield/EFEAdama Traoré (à esquerda, de laranja) é um dos principais jogadores do Wolverhampton

As seleções da Espanha e de Mali querem contar com o atacante Adama Traoré, um dos principais nomes do Wolverhampton, a maior sensação da última edição do Campeonato Inglês. O técnico do selecionado europeu, Luis Enrique, o incluiu em sua convocação nesta sexta-feira para três partidas, três dias depois de o Mali fez o mesmo. Traoré declarou em 2018 que desejava atuar pela Espanha e foi chamado em listas anteriores, mas lesões e uma recente infecção pelo coronavírus o impediram de jogar, ainda o deixando livre para mudar de ideia e defender Mali. Mas, como o atleta jogou pela Espanha nas categorias de base e no sub-21, ele precisaria de uma permissão da Fifa para mudar a elegibilidade.

O país africano ainda acredita que poderá contar com o jogador. Inclusive, para ajudar na escolha por Mali, o técnico da seleção, Mohamed Magassouba, pediu a ajuda de Frederic Kanouté, que viveu uma decisão parecida ao rejeitar atuar pela França (onde nasceu) para defender a seleção africana. “Se ele estiver me ouvindo agora, estou indo ao seu encontro, Adama”, brincou Kanouté. “A federação de Mali me chamou para dizer ‘Por favor, vá e o encontre, porque você fala espanhol perfeitamente, então você pode convencê-lo’, e assim farei. Eu gostaria de vê-lo (jogando por Mali), mas eu vou dizer a ele que obviamente vai ser uma luta, e que não será muito confortável atuar por uma seleção africana. Mas as pessoas vão apoiá-lo, e ele tem a oportunidade de fazer algo grande com uma geração muito talentosa que nós temos em Mali, então eu tentarei convencê-lo”, acrescentou o ex-atacante.

Traoré nasceu na Espanha e tem pais africanos. O Mali o incluiu na lista anunciada na terça-feira para amistosos contra Gana, em 9 de outubro, e Irã, no dia 13. “Pelo que eu sei por falar com o jogador, ele quer jogar pela Espanha. Qualquer jogador que queira jogar por outra seleção nacional, não é um problema. Temos de respeitar a opinião do jogador”, disse Luis Enrique. “Com Adama Traoré, bato na madeira, porque esta é a terceira convocação dele e por motivos alheios não pôde aparecer. Esta é a terceira vez, e espero que seja a definitiva. São dois anos de alto nível na Premier League, é um jogador diferenciado, um ponta com dribles que ninguém na Europa faz. Tenho muita vontade de vê-lo na Espanha, mas com a convocação de Mali, é o jogador quem tem que dizer onde quer atuar, e respeitaremos sua decisão”, acrescentou.

Ansu Fati também está presente na lista da Espanha para os jogos da Liga das Nações contra Suíça e Ucrânia, nos dias 10 e 13, respectivamente, e o amistoso diante de Portugal, quarta-feira. O jogador, de 17 anos, se tornou o mais jovem a marcar pela sua seleção no mês passado, no triunfo por 4 a 0 sobre a Ucrânia. Desde então, fez mais três pelo Barcelona, em ótimo começo de temporada. A Espanha lidera o Grupo 4 da Liga das Nações com quatro pontos. A Ucrânia tem três pontos, a Alemanha soma dois e a Suíça só conquistou um.

Confira a lista de convocados da Espanha:

Goleiros: David de Gea (Manchester United), Kepa Arrizabalaga (Chelsea), Unai Simon (Athletic Bilbao).

Defensores: Jesus Navas (Sevilla), Dani Carvajal (Real Madrid), Sergio Ramos (Real Madrid), Pau Torres (Villarreal), Diego Llorente (Leeds), Jose Luis Gaya (Valencia), Sergio Reguilon (Tottenham), Eric Garcia (Manchester City).

Meio-campistas: Fabian Ruiz (Napoli), Sergio Busquets (Barcelona), Rodrigo Hernandez (Manchester City), Mikel Merino (Real Sociedad), Dani Ceballos (Arsenal), Sergio Canales (Real Betis), Jose Campana (Levante).

Atacantes: Rodrigo Moreno (Leeds), Mikel Oyarzabal (Real Sociedad), Adama Traore (Wolverhampton Wanderers), Dani Olmo (Leipzig), Ansu Fati (Barcelona), Gerard Moreno (Villarreal), Ferran Torres (Manchester City).

*Com informações do Estadão Conteúdo