Firmino decide, Liverpool bate o Monterrey no sufoco e pega o Flamengo na final

  • Por Jovem Pan
  • 18/12/2019 16h21 - Atualizado em 18/12/2019 16h34
Reprodução/LiverpoolRoberto Firmino foi decisivo na vitória do Liverpool sobre o Monterrey

O Liverpool sofreu muito, mas venceu o Monterrey por 2 a 1 e conseguiu a classificação para a final do Mundial de Clubes, nesta quarta-feira (18), no Khalifa International Stadium, no Catar. Keita e Roberto Firmino fizeram para os “Reds”, enquanto Funes Mori marcou para os mexicanos.

Poupando vários de seus titulares, o Liverpool até saiu na frente do marcador. O time britânico, no entanto, levou o empate logo em seguida e não retomou o controle do embate. Na etapa final, já com o trio formado por Salah, Mané e Firmino, os ingleses conseguiram o triunfo graças ao talento do atacante brasileiro.

Agora, o Liverpool encara o Flamengo na grande decisão do torneio intercontinental, no próximo sábado, às 14h30 (de Brasília). O Monterrey, por sua vez, pega o Al-Hilal, no mesmo dia, às 11h30, na disputa pelo terceiro lugar.

Monterrey faz jogo duro em 1º tempo equilibrado

Jurgen Klopp mandou a campo um time com apenas quatro titulares e vários jogadores improvisados. Além de ter deixado Mané, Firmino, Arnold e companhia no banco de reservas, o treinador alemão sequer relacionou Van Dijk, que passou mal no hotel. Por isso, o conjunto britânico não rendeu o esperado na etapa inicial e encontrou dificuldades para conter o ímpeto dos mexicanos.

O Liverpool até abriu o placar com Keita, que recebeu passe magistral de Salah e bateu na saída de Barovero, aos 11 minutos. Na sequência, no entanto, o Monterrey surpreendeu com Funes Mori, que pegou rebote de Alisson para deixar tudo igual.

Massacrado na posse de bola, o Monterrey conseguiu aproveitar bem os espaços dados pelo remendado setor defensivo do Liverpool, que tinha Henderson, volante de origem, como zagueiro. Assim, os representantes da Concacaf quase viraram com Pabón, que fez o arqueiro brasileiro trabalhar bem em duas oportunidades.

Nos minutos finais, o Liverpool voltou a assustar com Keita, que novamente fez infiltração por dentro da defesa adversária. Desta vez, entretanto, o meio-campista foi travado por Barovero, que saiu bem para intervir.

Dependendo muito das jogadas individuais de Salah e das movimentações de Keita, o Liverpool terminou o primeiro tempo com menos finalizações que o Monterrey (5 a 3 para os mexicanos), apesar de ter ficado com a bola em 63% do tempo.

Funes Mori, do Monterrey, marcou na partida diante do Liverpool

Alisson salva o Liverpool de novo!

Klopp optou por não mexer no retorno do intervalo e quase pagou caro por isso. Em menos de cinco minutos, o Liverpool passou um verdadeiro sufoco e só não levou a virada graças a Alisson. Primeiro, o arqueiro voou para espalmar a forte cobrança de falta de Pabón. Na sequência, o ex-São Paulo voltou a incomodar ao chutar cruzado, mas parar no goleiro novamente.

Sem ter o domínio da partida, o Liverpool conseguiu responder com Keita, que deixou dois marcadores para trás para soltar uma pancada, defendida pelo goleiro argentino. Aberto, o jogo continuou imprevisível, com as duas equipes indo ao ataque e buscando o gol da vitória.

Mané entra, mas mexicanos continuam perigosos

Insatisfeito com o rendimento dos “Reds”, Klopp tirou Shaqiri para a entrada de Mané, um dos principais jogadores do estrelado seu elenco. Mesmo com a substituição, o Monterrey não se intimidou e continuou finalizando mais, com Pabón, Funes Mori e Gallardo incomodando.

Na sequência, o Liverpool respondeu e quase marcou o segundo com Origi, que desperdiçou chance inacreditável após excelente jogada de Milner na direita. Minutos depois, o centroavante foi substituído para a entrada de Roberto Firmino.

Firmino entra e decide 

Quando tudo se encaminhava para a prorrogação, Arnold cruzou rasteiro para Roberto Firmino, que se antecipou em relação ao zagueiro e desviou para o fundo do gol, já nos acréscimos do segundo tempo. Nos últimos instantes, o Monterrey chegou

FICHA TÉCNICA

LIVERPOOL 2 X 1 MONTERREY 

Liverpool: Alisson; Milner (Arnold), Gomez, Henderson e Robertson; Lallana, Keita e Oxlade-Chamberlain; Shaqiri (Mané), Salah e Origi (Roberto Firmino).

Treinador: Jurgen Klopp.

Monterrey: Barovero; Medina, Nico Sánchez, Montes (Layún) e Vangioni; Ortiz, Carlos Rodríguez, Pizarro (González) e Gallardo; Pabón (Meza) e Funes Mori.

Treinador: Antonio Mohamed.

Gols: Keita, aos 11 minutos do 1º tempo e Roberto Firmino, aos 46 do 2º tempo (Liverpool); Funes Mori, aos 13 minutos do 1º tempo (Monterrey)

Cartões amarelos: Gomez (Liverpool); Vangioni e Gallardo (Monterrey)