Lucas Paquetá pode até ser banido do futebol por manipulação de partidas

Meia do West Ham está sob investigação da Federação Inglesa, suspeito de forçar cartões amarelos para beneficiar apostadores; ele nega as acusações

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2024 06h48
MAGA JR/AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDO - 28/05/2024 O jogador Lucas Paquetá, do West Ham, atende fãs enquanto assiste a partida entre Flamengo e Millonarios, da Colômbia, válida pela sexta rodada a fase de grupos da Copa Libertadores 2024, realizada no estádio Maracanã Lucas Paquetá, do West Ham, atende fãs enquanto assiste a Flamengo x Millonarios, pela Libertadores, no Maracanã

A Football Association (FA), órgão máximo do futebol inglês, está investigando o jogador Lucas Paquetá por suposta manipulação de partidas envolvendo apostas. Segundo o jornal britânico “The Sun”, a FA recomenda que o meia do West Ham seja banido do esporte se for considerado culpado. Paquetá é acusado de forçar cartões amarelos em quatro jogos da Premier League para beneficiar amigos que fizeram apostas. As acusações envolvem jogos contra o Leicester, Aston Villa, Leeds e Bournemouth, nos anos de 2022 e 2023. Cerca de 60 pessoas teriam apostado que o jogador receberia cartões amarelos nesses duelos. A Betway, principal patrocinadora do West Ham, foi a primeira a levantar suspeitas sobre os padrões de apostas envolvendo Paquetá.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan Esportes e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Feitas a partir da Ilha de Paquetá, no Rio de Janeiro, as apostas variavam de 7 a 400 libras, totalizando ganhos de 100 mil libra. Cerca de 60 pessoas teriam apostado que o jogador receberia cartão amarelo em pelo menos um desses jogos. Paquetá nega as acusações e se diz inocente. O jogador solicitou mais tempo para preparar sua defesa em relação às acusações feitas pela Federação Inglesa. Tanto o meia quanto a FA apresentarão seus argumentos a um comitê independente, que será responsável pelo veredito final. As partes ainda poderão recorrer da decisão ao Comitê de Apelações na Inglaterra e, em última instância, à Corte Arbitral do Esporte na Suíça. O processo de julgamento dos recursos pode levar mais de um ano para ser concluído. Enquanto isso, Lucas Paquetá continua atuando.

Publicada por Felipe Cerqueira

*Reportagem produzida com auxílio de IA

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.