Kepa entra só para pênaltis, pega dois e Chelsea é bicampeão da Supercopa da Europa

Times empataram no tempo normal por 1 a 1; título é o primeiro da temporada para a equipe inglesa

  • Por Jovem Pan
  • 11/08/2021 18h58
Reprodução/ Twitter @ChelseaFC chelsea x villarreal Ingleses foram campeões da Liga dos Campeões 2020/21

O Chelsea conquistou a Supercopa da Europa 2021 nesta quarta-feira, 11, ao vencer nas penalidades o Villarreal, em Belfast, na Irlanda do Norte. No tempo normal as equipes empataram com gols de Ziyech e Gerard Moreno. A prorrogação não teve bola na rede e o resultado foi construído na última cobrança de pênaltis. Com o resultado, os “Blues” acabam com a “zica” e faturam o segundo título do campeonato que coloca frente a frente os últimos campeões da Liga dos Campeões e da Liga Europa. Na primeira vez, os britânicos derrotaram o Real Madrid, em 1998. Já nas edições de 2012, 2013 e 2019, o Chelsea acabou ficando com o vice. O “Submarino Amarelo”, por sua vez, segue sem levantar o caneco do torneio.

O Chelsea dominou as ações no primeiro tempo, pressionando o Villarreal e se impondo com bastante autoridade. Prova disso é que, logo aos cinco minutos, Timo Werner aproveitou batida de escanteio e desviou, mas viu o goleiro Asenjo espalmar à queima-roupa. Recuperando várias bolas no campo de ataque, os ingleses conseguiram manter o volume e abriram o placar com Ziyech. Aos 26, o marroquino aproveitou bela assistência de Kai Havertz para bater de primeira e marcar. Mantendo o ritmo, a equipe de Thomas Tuchel por pouco não ampliou com Zouma e Marcos Alonso. Acuado, o conjunto espanhol só foi dar uma resposta nos acréscimos com Alberto Moreno – o espanhol acertou o travessão emendando um belo arremate.

Precisando do empate, o Submarino Amarelo mudou completamente de postura na segunda etapa. Adiantando a marcação, o Villarreal sufocou a saída de bola do Chelsea e fez o goleiro Mendy, até então mero espectador no jogo, praticar boas defesas com chutes de Gerard Moreno e Estupiñán. Aos 27 minutos, entretanto, Gerard Moreno tratou de igualar o confronto. O centroavante tabelou com Dia e mandou com classe para o fundo do gol. No fim, o Chelsea até esboçou uma reação, mas não conseguiu impedir com que a partida fosse para a prorrogação. Na prorrogação o placar seguiu empatado e a disputa foi para as penalidades. Como carta na manga, Tuchel colocou o goleiro Kepa para defender as cobranças e a aposta deu certo. Apesar do erro de Havertz na primeira batida, Kepa pegou os chutes de Mandi e Albiol e decretou a vitória por 6 a 5.