Liverpool domina, vence o Villarreal e se aproxima da final da Liga dos Campeões

Depois de parar no ferrolho dos visitantes no primeiro tempo, os Reds desencantaram na etapa final, marcando com Pervis Estupiñán (contra) e Sadio Mané

  • Por Jovem Pan
  • 27/04/2022 17h50 - Atualizado em 27/04/2022 17h52
EFE/EPA/PETER POWELL Liverpool venceu o Villarreal na primeira partida da semifinal da Liga dos Campeões Liverpool venceu o Villarreal na primeira partida da semifinal da Liga dos Campeões

O Liverpool está cada vez mais perto da grande decisão da Liga dos Campeões da Europa 2021/2022. Nesta quarta-feira, 27, o time de Jürgen Klopp dominou o Villarreal, venceu os espanhóis por 2 a 0 e largou na frente na primeira semifinal, realizada em Anfield, na Inglaterra. Depois de parar no ferrolho dos visitantes no primeiro tempo, os Reds desencantaram na etapa final, marcando com Pervis Estupiñán (contra) e Sadio Mané. Com o resultado, a equipe inglesa pode até perder no duelo de volta, marcado para a próxima terça-feira, 3, no El Madrigal. Do outro lado da chave, Manchester City e Real Madrid fazem o outro embate – ontem, o conjunto de Pep Guardiola ganhou por 4 a 3.

Empurrado pela torcida, o Liverpool confirmou o favoritismo, controlou todas as ações no primeiro tempo e só não desceu para o vestiário com vantagem por falta de preciosismo. Prova disso é que, nos 45 minutos iniciais, os Reds chutaram 13 vezes, contra nenhuma do Villarreal. Enquanto Thiago Alcântara acertou a trave dos espanhóis e Mané mandou uma bomba perto do poste, Mohamed Salah e Luis Díaz fizeram o goleiro Rulli trabalhar. Sem ter o contragolpe, o Submarino Amarelo foi “amassado”, tendo muita dificuldade em sair de seu campo defensivo.

No retorno do intervalo, o Liverpool não diminuiu o ritmo e foi premiado com um gol contra de Estupiñán. Ao tentar cortar o cruzamento de Henderson, o lateral equatoriano encobriu Rulli e mandou contra a própria rede, aos 7. Três minutos depois, Salah deu um passe açucarado para Mané, que mostrou frieza para deslocar o goleiro rival. Sem outra alternativa, o Villarreal tentou esboçar uma reação, mas foi contido pelos mandantes, que por pouco não ampliaram com Van Dijk e Díaz.