Milan vence Fiorentina e assume vice-liderança do Campeonato Italiano

Time soma 59 pontos, apenas seis do rival Internazionale, que não entrou em campo nesta rodada; Juventus, em terceiro, ficou para trás, após perder em casa para o Benevento

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2021 16h28
Reprodução/Twitter/acmilanbr
Milan, venceu, neste domingo, 21, o Fiorentina, por 3 a 2, em partida válida pelo Campeonato Italiano. Em grande jogo no estádio Artemio Franchi, em Florença, o time rubro-negro levou a melhor após duas viradas e três bolas na trave. O resultado importante fez o Milan subir para os 59 pontos, apenas seis do rival Internazionale, que não entrou em campo nesta rodada. O jogo da Internazionale contra o Sassuolo, em Milão, foi adiado. A Juventus, em terceiro, ficou para trás, com 55, após perder em casa para o Benevento. Ciente do tropeço da Juventus, o Milan pisou no gramado disposto a ganhar um respiro na luta pelo segundo lugar. Também tentava diminuir a vantagem da líder. E, logo de cara, Simon Kjaer deu lindo lançamento para Ibrahimovic não desperdiçar. O sueco abriu o marcador para festa do técnico Stefano Pioli.

A alegria rubro-negra durou pouco. Falta boba de Dalot próxima da área e empate em cobrança precisa de Pulgar. Em um jogo bastante equilibrado e gostoso de se ver, o placar não foi mexido antes do intervalo por causa de duas bolas na trave. Ibrahimovic, aos 39 anos, faria um golaço, mas o poste impediu. Ele voltaria a parar na trave no começo do segundo tempo, desta vez em chute despretensioso. A primeira virada do duelo veio no começo no segundo tempo com o também experiente atacante francês Franck Ribéry, de 37 anos, concluindo bela trama ofensiva. Desta vez, quem não teve tempo para saborear uma vantagem foram os donos da casa. O Milan trabalhou rápido e fez 2 a 2 com Diaz aproveitando um passe sem querer de Vlahovic. A bola bateu em suas costas e sobrou para a igualdade. A segunda e decisiva virada veio com o turco Çalhanoglu, em batida colocada, de dentro da área. Novamente em vantagem, bastou se fechar atrás para assegurar um resultado gigante.

*Com informações do Estadão Conteúdo