Para bancar transferências, Barcelona quer reduzir salários de Piqué e Busquets

Clube catalão contratou seis jogadores para a próxima temporada e faz ‘malabarismo’ para quitar todas as dívidas

  • Por Jovem Pan
  • 03/08/2022 18h40
Alejandro Garcia / EFE barcelona Time não está bem financeiramente, mesmo após muitas contratações para a temporada

Após temporadas difíceis e sem protagonismo no futebol europeu, o Barcelona decidiu arriscar nessa janela de transferências e trazer grandes reforços. Raphinha, Robert Lewandowski, Andreas Christensen, Franck Kessié e Pablo Torre se juntaram à equipe para a temporada e, afim de pagar todas as suas contas, o clube adiantou a os direitos de TV e vendeu parte da Barca Studios, o que gerou um total de 767 milhões de euros (R$ 4.121 bilhões, na cotação atual). Apesar de ser uma grande quantia, o Barcelona só terá uma vida fácil se a La Liga liberar o registro dos jogadores – pensando no teto de gastos. Se a resposta for negativa, o presidente Laporta terá que reorganizar as finanças com redução salarial. Segundo o jornalista Gerard Romero, do jornal Sport, o clube se reuniu com os agentes de Sergio Busquets e Gerard Piqué para negociar redução salarial. A dupla é multicampeã pelo clube. A enxurrada de contratações do Barcelona gerou um alerta em torcedores, jornalistas e especialistas em finanças. Se o time conquistar troféus o investimento terá retorno, mas se a temporada não for rentável, o time pode ter prejuízos financeiros enormes.