Zagueiro do Manchester é condenado a 1 ano e 13 meses de prisão na Grécia

Pena está suspensa por três anos por se tratar de uma primeira condenação; atleta e clube vão recorrer

  • Por Jovem Pan
  • 25/08/2020 18h04
EFE/EPA/FELIPE TRUEBAHarry Maguire foi considerado culpado dos crimes de lesão corporal, resistência à prisão por autoridades e tentativa de suborno de funcionários públicos

O capitão do Manchester United, Harry Maguire, foi condenado nesta terça-feira a cumprir 21 meses e 13 dias de prisão – pena que está suspensão – após se envolver em uma confusão em Mykonos, na Grécia. O zagueiro foi considerado culpado dos crimes de lesão corporal, resistência à prisão por autoridades e tentativa de suborno de funcionários públicos. Ele foi detido junto com dois homens que o acompanhavam após a confusão com turistas britânicos e, em seguida, com policiais.

A pena foi suspensa por três anos por se tratar da primeira condenação do jogador. Maguire e o Manchester United anunciaram que vão recorrer da decisão. O irmão do atleta, Joe Maguire, foi considerado culpado pelos crimes de lesão corporal, violência contra agentes e tentativa de suborno a funcionários públicos. O outro envolvido é Christopher Sharman, sentenciado por insultos, lesões corporais e violência contra agentes.

Na Grécia, oferecer propina pode resultar em uma condenação de até cinco anos de prisão, com direito a pagamento de multa. Segundo a imprensa grega, Maguire tentou se livrar de parte das acusações ao garantir que não foi seu grupo que iniciou a briga, mas que foram provocados, quando dois homens feriram a irmã dele com um objeto cortante.

No julgamento, o Ministério Público informou que o zagueiro, ao ser levado para a delegacia, falou em pagar policiais para ser liberado. “Sabe quem sou? Sou o capitão do Manchester United. Sou rico, posso dar dinheiro a vocês. Darei dinheiro, por favor, nos deixem ir”, relatou a representante da promotoria.

Representado pelos advogados, Maguire não esteve na audiência. O zagueiro, que foi libertado no sábado após ser detido por duas noites, viajou na mesma noite para a Inglaterra.

* Com EFE