Zidane: ‘Este é um dos melhores dias que já vivi como profissional’

Francês comandou o Real Madrid rumo ao seu 34º título espanhol

  • Por Jovem Pan
  • 16/07/2020 20h41 - Atualizado em 16/07/2020 20h41
EFE/Rodrigo JiménezZidane com o troféu do Campeonato Espanhol; esta é a terceira conquista nacional do treinador

Técnico do Real Madrid, Zinédine Zidane, confessou nesta quinta-feira que a conquista do 34º título do Campeonato Espanhol do clube representou um dos melhores momentos ao longo de sua carreira.

“Este é um dos melhores dias que já vivi como profissional porque foi um campeonato impressionante, depois do confinamento. A Liga dos Campeões é a Liga dos Campeões, o Campeonato Espanhol é um esforço tremendo, 38 rodadas para chegar ao fim com mais pontos”, disse ao canal Movistar.

Com uma vitória de 2 a 1 sobre o Villarreal, com dois gols de Karim Benzema, o Real conquistou o título com uma rodada de antecedência. Essa é a terceira vez que o treinador é campeão do torneio – a primeira, foi como jogador, na temporada 2002-2003. Depois de aposentar as chuteiras, comandou o clube rumo ao título na temporada 2016-2017.

“A sensação é tremenda pelo que os jogadores fizeram, dez partidas seguidas, é impressionante, uma vitória coletiva. Estamos muito felizes, não tenho palavras para porque a emoção é muito grande”, comentou.

Desde a retomada do campeonato, o Real venceu suas 20 partidas. “No final, são os jogadores que lutam. Claro que estou com eles e tenho o meu papel, mas eles são os mais importantes. Fico feliz porque são um grupo de pessoas, antes de jogadores, e quando vejo algo assim só posso estar feliz”, celebrou. “Todos estão comprometidos, mesmo o que joga menos. Isto é o futebol, nunca vai mudar. O que joga menos também traz algo à equipe, o que é muito importante porque o Campeonato Espanhol é muito difícil”.

Apesar da euforia, Zidane pediu que os torcedores fiquem em casa durante as comemorações, respeitando as recomendações sanitárias para evitar a propagação da covid-19. “É estranho para todos, mas isso não podemos controlar. Gostaríamos de estar com os torcedores, mas poderemos fazer isso depois, e sei que estão felizes de ver a equipe ganhar o torneio outra vez”.

* Com EFE