Com dúvidas, Palmeiras enfrenta um Alianza Lima descansado e instável

  • Por Jovem Pan
  • 03/04/2018 09h08
Cesar Grecco/Agência Palmeiras/DivulgaçãoPalmeiras jogou 9 vezes em março e ganhou 7 partidas

O Palmeiras terá um jogo perigoso nesta terça-feira (3): vai enfrentar o Alianza Lima, pela fase de grupos da Copa Libertadores, cheio de dúvidas e com alto desgaste físico. O que alivia o Verdão é jogar em casa e ter vencido a primeira partida da competição. Já o Alianza empatou na estreia e vive um momento instável no Campeonato Peruano.

A escalação do Palmeiras é um grande mistério. Por causa do desgaste físico causado pela fase decisiva do Campeonato Paulista, o time tem alguns jogadores que devem ser poupados, principalmente no setor defensivo: Marcos Rocha, Victor Luís e Bruno Henrique provavelmente não jogarão. Tchê Tchê, Diogo Barbosa e Moisés são os favoritos para substituí-los. No ataque também podem acontecer mudanças, mas são imprevisíveis. Keno pode ganhar uma vaga no ataque para poupar Dudu, Willian ou Borja.

A escalação mais provável do time tem Jailson; Tchê Tchê, Thiago Martins, Antônio Carlos e Victor Luis; Felipe Melo, Moisés e Lucas Lima; Keno, Willian e Borja.

Outro problema para o Palmeiras é mental. O meio-campista Moisés admitiu que é impossível tirar da cabeça a decisão do Campeonato Paulista, contra o Corinthians. Ele afirmou que isso não vai atrapalhar o time nesta terça, mas de fato é um desafio para todo elenco, que jogará novamente contra o Timão no domingo (8).

O Alianza Lima está mais descansado: jogou pela última vez um dia antes do Palmeiras, na sexta-feira (30), e fez menos partidas no mês passado (9 a 7). Mas a equipe só venceu uma vez em março, considerando apenas partidas oficiais. Antes acumulou três empates e uma derrota no Campeonato Peruano, além de um triunfo em amistoso. E na Libertadores empatou por 0 a 0 com o Boca Juniors, em casa.

Essa má fase deixou o Alianza muito instável: “o time não vem muito bem. Ganhou a primeira recentemente depois de cinco rodadas. Está na terceira posição do grupo no torneio peruano e mostra um futebol muito pobre. O time tem sérias deficiências nas laterais, tanto na esquerda quanto na direita”, apontou Franz Tamayo, do site peruano Zona Fútbol.

Um dos destaques do Alianza, Alejandro Hohberg, já entregou qual deve ser a tática do time peruano: “O Palmeiras é um clube grande, que sempre joga com estádio cheio. A ansiedade pode cobrar uma conta se as coisas não saírem bem no início. Esse fator temos que aproveitar ao máximo”.

A escalação deles também tem algumas dúvidas, mas é provável que conte com Daniel Prieto; Luis Garro, Gonzalo Godoy, Miguel Araujo e Francisco Duclós; Rinaldo Cruzado, Tomas Costa, Mario Velarde e Luis Ramírez; Carlos Ascues e Alejandro Hohberg.

A partida entre Palmeiras e Alianza Lima será nesta terça, no Allianz Parque, às 21h30 (de Brasília).