Palmeiras faz acordo com o STJD e Abel Ferreira está liberado para retornar contra o Atlético-GO

Com isso, a pena foi convertida em medida de interesse social e Abel Ferreira pagará R$ 7,5 mil a três instituições indicadas pelo órgão

  • Por Jovem Pan
  • 15/07/2021 12h05 - Atualizado em 15/07/2021 12h05
Reprodução/Twitter/@PalmeirasAbel Ferreira comandando treino no Palmeiras

O Palmeiras conseguiu reverter a decisão no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), na noite de quarta-feira, 14, a punição de dois jogos de suspensão sofrida pelo treinador Abel Ferreira – o português pegou o gancho por conta da expulsão na decisão da Supercopa do Brasil diante do Flamengo, em abril. Em nota, o presidente do órgão, Otávio Noronha, deferiu o pedido do departamento jurídico palmeirense para conversão de uma partida de suspensão restante ao técnico. Com isso, a pena foi convertida em medida de interesse social e Abel Ferreira pagará R$ 7,5 mil a três instituições indicadas pelo órgão. Desta forma, o treinador, fica apto para retornar ao banco de reservas no embate contra o Atlético-GO, neste domingo, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro – ele já havia sido baixa contra o Santos, no último fim de semana.

Confira a decisão do STJD na íntegra:

O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol, Otávio Noronha, deferiu na noite desta quarta, dia 14 de julho, o pedido do Palmeiras para conversão de uma partida de suspensão restante ao técnico Abel Ferreira. Com isso, a pena foi convertida em medida de interesse social e o treinador pagará R$ 7,5 mil a três instituições indicadas pelo STJD do Futebol.

Abel Ferreira foi punido por reclamações desrespeitosas contra a arbitragem da Supercopa do Brasil. O treinador foi julgado e punido pela Quinta Comissão Disciplinar com uma partida de suspensão. Após a decisão, defesa e Procuradoria recorreram pedindo a reforma para reduzir e majorar, respectivamente.

No Pleno, os auditores reformaram a decisão de primeiro grau e majoraram a pena de Abel para dois jogos de suspensão. Após a decisão e com uma partida já cumprida, o Palmeiras ingressou com pedido de conversão da partida restante.

O pedido foi deferido pelo presidente do STJD, Otávio Noronha, que determinou o pagamento de R$ 7,5 mil para três instituições indicadas pelo tribunal do futebol e comprovado nos autos em até três dias:

R$ 2,5 mil – AMBULATÓRIO DA PROVIDENCIA

R$ 2,5 mil – Centro de Reabilitação São Paulo Apostolo – CRESPA

R$2,5 mil – Pastoral da Pessoa Idosa