Palmeiras promete recorrer ao CAS para evitar pagar mais R$ 16 milhões por Borja

  • Por Jovem Pan
  • 23/04/2020 13h00
Van Campos/Estadão ConteúdoMiguel Borja deixou o Palmeiras no começo deste ano

O Atlético Nacional, da Colômbia, revelou que a Fifa teve posição favorável à manifestação do clube de cobrar o Palmeiras pelo pagamento de US$ 3 milhões (cerca de R$ 16 milhões na cotação atual) pela parcela final da compra do atacante colombiano Miguel Borja. O time brasileiro, no entanto, contesta a informação e afirma que vai recorrer à Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês).

“Esta decisão não é definitiva. O caso ainda está em suas fases preliminares. O Palmeiras não corre risco algum de ser sancionado pela Fifa nesse estágio. Iremos recorrer ao CAS”, disse o clube.

A pendência sobre Borja chegou a ser discutida entre os clubes no início deste ano. As duas diretorias negociaram a saída do lateral-direito Daniel Muñoz para o Palmeiras. O montante devido pelo time brasileiro seria quitado na mesma transferência, porém não houve acordo. O time colombiano também cobrou publicamente o Santos pela compra do zagueiro Felipe Aguilar.

Contratado em 2017, Borja não conseguiu ser consistente no Palmeiras, virou alvo da torcida e acabou sendo emprestado ao Júnior Barranquilla, no começo desta temporada.

Cedido ao time colombiano até o fim de 2020, Borja tem vínculo com o Verdão até o fim de 2021.

*Com informações do Estadão Conteúdo