Paulistão será retomado com protocolo rígido e de forma segura, diz secretário de Esportes

Em participação no Jornal da Manhã, Aildo Rodrigues também afirmou que não existe uma previsão para jogos com a presença de torcedores do Estado de São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 13/07/2020 08h44 - Atualizado em 13/07/2020 08h46
VAN CAMPOS/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDOLucas Lima, do Palmeiras, durante partida contra a Ferroviária, pelo Campeonato Paulista 2020

O Campeonato Paulista será retomado no dia 22 de julho de maneira segura, seguindo fielmente um protocolo rígido, que foi estabelecido pela Federação Paulista de Futebol (FPF) e médicos dos clubes da elite do futebol estadual. Quem garante é Aildo Rodrigues, secretário de Esportes do Estado de São Paulo, em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, nesta segunda-feira (13).

“De fato, o protocolo é rígido. É um documento elaborado pelos profissionais da FPF com os médicos dos clubes e que permitiu a retomada do Campeonato Paulista. Os jogadores estão em treinamento desde o começo do dia 1° de julho e, a partir daí, todos foram testados e algum tiveram resultados positivos. Isso fez com que o campeonato pudesse voltar de forma segura. Será um campeonato sem público e realizado de forma rápida. Os  jogadores entrarão em concentração no dia 22 e só sairão depois do término do campeonato”, disse à Rádio Jovem Pan.

Aildo Rodrigues afirma que o documento impede aglomeração nos arredores dos estádios e que a Polícia Militar comparecerá aos jogos para evitar qualquer tipo de participação dos torcedores. “O Governo do Estado de São Paulo está bem tranquilo porque o protocolo é seguro, profissional e não vai permitir, por exemplo, aglomeração nos estádios. Já recomendamos aos torcedores para que eles não compareçam nos jogos porque não tem nada pra fazer ali. A PM está cuidando do entorno dos estádios para que não haja pessoas interessadas no evento sem permitir proliferação do vírus”, comentou.

O secretário, inclusive, afirmou que não existe uma previsão para a participação de partidas com a presença de torcida no Brasil. Vale lembrar que, na semana passada, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou o calendário da temporada, que será encerrada em fevereiro de 2021

“Não tem previsão, mas existe o Plano São de Paulo Retomada, que estabelece algumas datas que é possível fazer uma analogia para eventos. Ali, os eventos esportivos estão incluídos. Os protocolos, no entanto, determinam que a localidade esteja por quatro semanas na fase amarela a partir do final do mês de julho ou quatro semanas na fase de verde a partir de outubro para eventos com pessoas de pé. Então, nessa primeira etapa, o local do evento precisa fornecer assentos separados e os ingressos vendidos de forma online. Além disso, as pessoas precisam estar de máscara e usando álcool em gel. Para o futebol, o Comitê de Contingencia do Coronavírus não está discutindo nenhuma data para a volta do público no futebol”, concluiu.

A preocupação com o retorno do Paulistão é grande. Em Santa Catarina, por exemplo, o Campeonato Catarinense precisou ser interrompido após vários jogadores da Chapecoense testarem positivo para Covid-19 após o clássico contra o Avaí, na semana passada.