Pelé está com ‘certa depressão’ por não conseguir andar normalmente, diz Edinho

  • Por Jovem Pan
  • 10/02/2020 12h50
Divulgação/Santos FCPelé é pai de Edinho

Edinho, filho de Pelé e coordenador técnico das categorias de base do Santos, concedeu entrevista ao “Globoesporte.com”, publicada nesta segunda-feira (10), e revelou que a situação do pai não é nada boa. De acordo com o ex-jogador, o “Rei do Futebol” está com dificuldade para se locomover até dentro de casa e vem apresentando sintomas de depressão.

“Ele tá bastante fragilizado em relação à mobilidade. Ele fez o transplante do quadril e não fez uma reabilitação adequada, ideal. Então, ele está com esse problema da mobilidade, que acaba acarretando uma certa depressão, um quadro ali… Imagina, ele é o rei, sempre foi uma figura tão imponente, e hoje ele não consegue mais andar direito. Ele fica muito acanhado, muito constrangido com isso. Mas está bem, tirando isso e tirando a natureza da idade e tudo mais”, disse Edinho.

De acordo com Edinho, o melhor futebolista do século XX precisa utilizar um andador para se locomover. “Ele não consegue andar normalmente. Só com o andador. Até melhorou um pouco em relação a essa época recente (em que apareceu de cadeira de rodas), mas ainda tem bastante dificuldade para andar”, contou.

Pelé também estaria evitando sair de casa e marcar compromissos sérios, como entrevistas ou comparecer a eventos.

“Ele fica constrangido, não quer sair, se expor, estar na rua, fazer praticamente nada que tenha que sair de casa. Está muito acanhado, recluso”, explicou Edinho.

Em 2005, Edinho foi preso em uma operação contra o tráfico de drogas. Condenado a 33 anos de prisão em 2014, o ex-atleta teve a pena reduzida para 12 anos e 11 meses em 2017. Já no final de setembro de 2019, ele deixou a Penitenciária II de Tremembé, no interior de São Paulo, para cumprir o restante da pena em regime aberto.