Ponte Preta soma mais 12 casos de Covid-19 no clube e chega a 32 no total

Caso o Paulistão não seja paralisado, a Macaca tem marcado o duelo contra o Santos, neste sábado, às 19 horas

  • Por Jovem Pan
  • 18/03/2021 14h09
Reprodução/Covid-19A Ponte Preta está sofrendo com um surto de Covid-19

A Ponte Preta anunciou nesta quinta-feira, 18, que registrou mais 12 funcionários contaminados pelo novo coronavírus no clube, sendo oito jogadores. Os atletas diagnosticados foram: Anderson, Igor Maduro, Jean Carlos, Léo Naldi, Marcos Júnior, Papa Faye, Thiago e Yuri. Além deles, testaram positivo e entraram em isolamento o técnico Fábio Moreno, o supervisor Kiko, o massagista Rogério e o roupeiro Casão. A Macaca também informou que o chefe de segurança Neves, o preparador físico Rodrigo Maranhos e o assessor de imprensa Thiago Toledo são considerados suspeitos.

A explosão de casos mostra falhas no protocolo criado pelos dirigentes para evitar a disseminação do novo coronavírus, já que aconteceu depois que a delegação viajou para Luziânia (GO), em jogo contra o Gama pela primeira fase da Copa do Brasil, e Ribeirão Preto (SP), para encarar o Botafogo-SP pelo Campeonato Paulista. Agora, a Ponte Preta chega a 32 casos de Covid-19 na delegação desde o início da temporada. Antes, 10 jogadores já haviam testado positivo – quatro seguem isolados -, além de sete pessoas do staff, entre eles o presidente Sebastião Arcanjo, o Tião. Caso o Paulistão não seja paralisado, a Ponte Preta tem marcado o duelo contra o Santos, neste sábado, às 19 horas, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela quinta rodada.