Santos oficializa Fábio Carille como substituto de Fernando Diniz

Em comunicado, a diretoria santista informou que o acordo com o comandante será válido até o final de 2022

  • Por Jovem Pan
  • 08/09/2021 13h56 - Atualizado em 08/09/2021 14h10
Divulgação/Santos FCFábio Carille é o novo técnico do Santos

O Santos anunciou na tarde desta quarta-feira, 8, Fábio Carille como novo treinador do time principal. Sem clube desde a rescisão com o Al-Ittihad, da Arábia Saudita, o técnico ocupará a vaga deixada por Fernando Diniz, demitido após uma sequência negativa do time no Campeonato Brasileiro, além da eliminação na Copa Sul-Americana. Em comunicado, a diretoria santista informou que o acordo com o comandante será válido até o final de 2022. A estreia de Carille no banco de reservas do Peixe, por sua vez, está marcada para o confronto diante do Bahia, no próximo sábado, 11, na Vila Belmiro.

Além do treinador, chegam ao Santos o auxiliar-técnico Leandro Silva, o analista Dênis Lupp e o preparador físico Walmir Cruz. Carille assinará contrato nesta quinta-feira, 9, às 11h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, quando será apresentado à imprensa em entrevista coletiva, e depois conhece o elenco para o seu primeiro treino no CT Rei Pelé. Com passagem vitoriosa pelo Corinthians, onde ganhou o Brasileirão de 2017 e o tricampeonato do Paulistão (2017, 2018 e 2019), o treinador chega para ajudar o Alvinegro praiano a se afastar da chance de rebaixamento. Na 14ª posição, a equipe soma 22 pontos, apenas quatro à frente do América-MG, que abre a zona da degola.

Ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Guarulhos, na última terça-feira, Carille já havia mostrado ter conhecimento sobre o elenco santista. “É um clube que se fortaleceu nos últimos dias, chegando Tardelli, Baptistão, o zagueiro Velásquez. Dei uma olhada no aeroporto sobre tudo isso quando vi a possibilidade que existia. É chegar e fazer um grande trabalho com o entendimento de todos para que o Santos melhore”, disse o treinador, que negou ser um profissional que prioriza somente o fortalecimento do sistema defensivo. “Meu trabalho esse ano no Ittihad mostra-se diferente. Os números do Corinthians mostram uma coisa diferente, principalmente em 2018, quando era um time que propunha, que ficava com a bola no pé. É detectar o quanto antes a equipe que for trabalhar para saber tirar as melhores características do elenco”, ressaltou.