STJD denuncia Santos por invasão de torcedores e agressão a Cássio na Vila Belmiro

O Peixe pode ser punido com a perda de mando de 10 jogos, além de uma multa de R$ 100 mil

  • Por Jovem Pan
  • 29/07/2022 17h38
GUILHERME DIONíZIO/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO Torcedor do Santos tentou agredir o goleiro Cássio, do Corinthians, em partida pela Copa do Brasil Torcedor do Santos tentou agredir o goleiro Cássio, do Corinthians, em partida pela Copa do Brasil

O Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu denunciar o Santos por causa da invasão de torcedores e da agressão ao goleiro Cássio, na Vila Belmiro, em jogo válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O Alvinegro praiano foi enquadrado no Artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, nos parágrafos I e II, que prevê punições por deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir “desordens em sua praça de desporto e “invasão do campo ou local da disputa do evento desportivo”. Caso seja punido, o Peixe poderá ter que pagar multa de R$ 100 mil e, dependendo da gravidade, perda de mando de campo de um a 10 jogos.

“Quando a desordem, invasão ou lançamento de objeto for de elevada gravidade ou causar prejuízo ao andamento do evento desportivo, a entidade de prática poderá ser punida com a perda do mando de campo de uma a dez partidas, quando participante da competição oficial”, diz o texto do STJD. No dia seguinte do incidente, o Santos expôs os nomes dos sete torcedores que invadiram o gramado da Vila Belmiro e prometeu tirar um deles do programa de sócio. Com a bola rolando, o Corinthians levou a melhor, passando para as quartas de final e enfrentando o Atlético-GO – na rodada de ida das quartas, o Dragão levou a melhor e ganhou por 2 a 0.