Votação de impeachment de Peres no Santos terá ‘segurança de clássico’

  • Por Jovem Pan
  • 27/09/2018 17h30
Ivan Storti/Santos FCJosé Carlos Peres é alvo de duas ações que podem resultar em impeachment

A Assembleia-Geral marcada para este sábado (29), onde será votado o pedido de impeachment do presidente do Santos, José Carlos Peres, terá um esquema de segurança semelhante aos dias de clássico. A informação é do presidente do Conselho Deliberativo do Santos, Marcelo Teixeira.

“Vamos ter o apoio da Polícia Militar na parte externa da Vila Belmiro, juntamente com seguranças do Santos. Na parte interna, uma empresa de segurança foi contratada para que não haja nenhum tipo de envolvimento”, afirmou Teixeira, que, apesar de todo o esquema, prevê um clima “tranquilo’. “A votação vai ser feita com tranquilidade”.

José Carlos Peres é alvo de duas ações que podem resultar em impeachment. Em um dos processos, ele é acusado de ser sócio de uma empresa de agenciamento de jogadores, o que é proibido pelo estatuto. O outro aponta como irregular uma portaria publicada por ele, na qual define que todas as contratações do clube devem ser decididas pelo presidente.

A aprovação (ou reprovação) acontece por maioria simples. Só pode votar quem é sócio há mais de um ano e está adimplente. Cerca de 17 mil sócios têm direito a voto em 10 urnas que serão instaladas nas dependências da Vila Belmiro. Na última eleição para presidente, apenas 5.676 sócios votaram.

Com informações de Agência Estado