Libertadores: Daniel Alves e Juanfran desfalcam o São Paulo contra a LDU

O técnico Fernando Diniz gostaria de contar com Daniel Alves para aumentar a experiência do time em um confronto decisivo para as pretensões no torneio continental

  • Por Jovem Pan
  • 20/09/2020 17h28
Rubens Chiri/São Paulo/DivulgaçãoDaniel Alves durante partida do São Paulo

O São Paulo não poderá contar com Daniel Alves e Juanfran na importante partida diante da LDU, marcada para a próxima terça-feira, 22, em Quito, no Equador, pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. O camisa 10 chegou a treinar por cinco dias consecutivos e vivia a expectativa de reforçar o elenco tricolor após se recuperar da fratura no braço direito. Ainda assim, ele não tem condições de jogo e sequer viajou com o restante do grupo para o compromisso internacional. Já o lateral espanhol foi liberado para compromissos pessoas na Espanha. O técnico Fernando Diniz gostaria de contar com Daniel Alves para aumentar a experiência do time em um confronto decisivo para as pretensões na Libertadores. Após empate em casa contra o River Plate, vencer tornou-se obrigação.

Jogando na armação das jogadas, Daniel Alves é considerado imprescindível pela liderança que exerce em campo, orientando os mais jovens, e pelo poder de atacar e de defender com a mesma intensidade. Ele vinha trabalhando forte, com o reforço de uma tala no braço direito, mas acabou vetado pelos médicos do São Paulo. Para a Libertadores, ficará à disposição para o confronto diante do River Plate, na quinta rodada, no próximo dia 30, em Buenos Aires. Para ganhar ritmo de jogo, Daniel Alves talvez seja aproveitado por Fernando Diniz na visita ao Internacional, no próximo sábado, em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro. Vão definir ao longo da semana.

O desfalque de Juanfran, que nos últimos jogos havia perdido a posição de titular, aconteceu de última hora. Ele pediu dispensa aos dirigentes para voltar à Espanha por causa da morte de um familiar. Além da experiente dupla, o São Paulo não terá o atacante Luciano, que cumpre o segundo de três jogos de suspensão impostos pela Conmebol. O São Paulo fará o último treino em Quito nesta segunda-feira para se adaptar à altitude de 2.850 metros acima do nível do mar A equipe já enfrentou essa situação na Libertadores (3.800 metros em Juliaca, no Peru) na derrota por 2 a 1 para o Binacional, em março. Mas o time da época era bem diferente. Ainda tinha Bruno Alves e Arboleda na defesa, Daniel Alves jogou e o ataque contou com Alexandre Pato e Antony, que não estão mais no clube. Mesmo derrotado, o São Paulo criou bastante diante do Binacional e a esperança é que faça o mesmo diante da LDU. A recomendação de Fernando Diniz: mais capricho nas chances criadas.

*Com informações do Estadão Conteúdo