São Paulo terá meio-campo diferente contra Guarani; confira as mudanças

Daniel Alves e Tchê Tchê receberam o terceiro cartão amarelo na partida contra o RB Bragantino e estão suspensos para a última rodada do Paulistão

  • Por Jovem Pan
  • 24/07/2020 08h20 - Atualizado em 24/07/2020 08h22
Reprodução/SPFCDaniel Alves, do São Paulo, durante partida contra o RB Bragantino, no Paulistão

O São Paulo terá um meio-campo bem diferente na partida contra o Guarani, domingo, na Vila Belmiro, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista. Na derrota para o Red Bull Bragantino por 3 a 2, quinta-feira (23), no Morumbi, Daniel Alves e Tchê Tchê receberam o terceiro cartão amarelo e precisarão cumprir suspensão automática. Até agora, os volantes faziam parte de um grupo seleto do São Paulo em 2020. Ambos disputaram 12 dos 13 jogos da equipe na temporada como titulares, algo que só outros dois atletas do elenco comandado por Fernando Diniz tinham conseguido: o goleiro Tiago Volpi e o zagueiro equatoriano Arboleda também iniciaram 12 partidas da equipe em 2020.

Apesar de estar classificado às quartas de final do Paulistão, o São Paulo tem interesse no duelo, pois ainda não assegurou o primeiro lugar do Grupo D – está com 18 pontos, um a mais do que o Mirassol. O duelo é muito importante para o Guarani, segundo colocado da chave D, com 16 pontos, contra os 14 do Corinthians, que assim depende do seu rival – e de um triunfo sobre o Oeste – para ir ao mata-mata.

Diniz ainda vai definir os substitutos de Daniel Alves e Tchê Tche, mas Luan e Liziero, que inclusive foram acionados durante a derrota para o Bragantino, são os favoritos a ganhar uma chance diante do Guarani na formação titular do São Paulo. Cada um começou atuando só uma vez nesta temporada, mas Lizero disputou outros sete jogos, contra apenas um de Luan. A dúvida também é se Diniz vai poupar algum jogador, seja pela sequência de partidas que o time terá pela frente, mas também porque três atletas advertidos com cartões amarelos diante do Bragantino estão “pendurados” com duas advertências: o zagueiro Bruno Alves, o lateral-esquerdo Reinaldo e o meia-atacante Vitor Bueno.

*Com Estadão Conteúdo