Você lembra como o Campeonato Paulista parou? Veja raio-x do torneio

Governador de São Paulo, João Doria confirmou que o Estadual será retomado no dia 22 de julho

  • Por Jovem Pan
  • 08/07/2020 13h36 - Atualizado em 08/07/2020 13h38
CÉLIO MESSIAS/UAI FOTO/ESTADÃO CONTEÚDO UCorinthians x Novorizontino pelo Paulistão 2020

O governador João Doria confirmou, na tarde desta quarta-feira (8), que o Campeonato Paulista será retomado no próximo dia 22, com a realização de jogos apenas nas cidades que estão na fase amarela do plano estadual e sem público. Mas como estava o torneio antes da paralisação provocada pela pandemia de Covid-19?

O Paulistão foi interrompido na décima rodada, há duas rodadas do fim da fase de grupos, em março. Na ocasião, apenas São Paulo e RB Bragantino estavam garantidos nas quartas do campeonato. Santo André, Santos e Palmeiras estavam muito perto da classificação. Já o Corinthians, na terceira posição da sua chave, vivia situação delicadíssima.

Abaixo, a Jovem Pan Online lembra como estava o Paulista antes da suspensão. Vale lembrar que restam apenas seis datas para a conclusão do Estadual (duas para o fim da fase atual, uma para as quartas de finais, uma para as semifinais e duas para as finais). A ideia de Doria é encerrar a competição no dia 8 de agosto, um dia antes do começo do Campeonato Brasileiro.

GRUPO A- 1-Santos (15), 2-Oeste (10), 3-Água Santa (10) e 4-Ponte Preta (7)
GRUPO B- 1-Santo André (19), 2-Palmeiras (19), 3-Novorizontino (16) e 4-Botafogo-SP (8)
GRUPO C- 1-São Paulo (18), 2-Mirassol (16), 3-Inter de Limeira (11) e 4-Ituano (10)
GRUPO D- 1-Bragantino (17), 2-Guarani (16), 3-Corinthians (11) e 4-Ferroviária (11)

  • Os dois primeiros de cada chave avançam
  • Os dois últimos da classificação geral serão rebaixados

ÚLTIMO JOGO: Guarani 3 x 2 Ponte Preta, no dia 16 de março
MELHOR ATAQUE: Mirassol (16 gols marcados)
MELHOR DEFESA: Palmeiras e Novorizontino (4 gols sofridos)

MELHOR MOMENTO: RB Bragantino (4 vitórias e 1 derrota nas últimas 5 rodadas)
MAIS VITÓRIAS: Santo André (6 triunfos)
MAIS EMPATES: Novorizontino (7 empates)
MAIS DERROTAS: Ponte Preta (7 derrotas)

ARTILHEIRO: Ytano -RB Bragantino (7 gols)
MAIOR GARÇOM: Fagner, Vitor Bueno, Felipe Jonathan, Chico, João Paulo e Bruno Rodrigues (3 assistências cada)
MAIOR FINALIZADOR: Pablo – São Paulo (31 chutes)
MAIOR DRIBLADOR: Soteldo – Santos (9 dribles)
MAIOR LADRÃO DE BOLAS: Aderlan – RB Bragantino (36 desarmes)
MAIS DEFESAS: Everson – Santos (29) defesas