Joachim Löw exalta nova geração alemã após conquista: “entraram para a história”

  • Por Estadão Conteúdo
  • 02/07/2017 19h16
Joachim Löw comemora título da Copa das Confederações

O técnico Joachim Löw optou por levar à Rússia uma seleção da Alemanha mais jovem, praticamente um time B. E termina a Copa das Confederações com a taça de campeão após vitória por 1 a 0 sobre o Chile, na final deste domingo disputada na Arena Zenit, em São Petersburgo.

“O fato é que esses jovens jogadores conquistaram esse torneio e conseguiram um feito histórico. É o primeiro da história da Alemanha. É espetacular”, comemorou o treinador alemão. “Estou muito orgulhoso desse time. Você podia sentir em todos os treinos que algo estava acontecendo. Foi merecido”, complementou

Durante a entrevista coletiva, Joachim Löw recebeu o tradicional banho de cerveja, mas continuou a falar, enaltecendo o elenco escolhido, em grande parte formado por atletas de até 23 anos. “Os grandes jogadores ficaram em casa e agora conseguimos criar alternativas. Esse era o meu objetivo. Minha prioridade é desenvolver novos talentos, quero dar experiência a eles. Isso que tentamos atingir”, analisou.

Atual campeã do mundo e vencedor do principal teste antes do Mundial na Rússia que é a Copa das Confederações, Joachim Löw não teve como negar um eventual favoritismo em 2018. “Sempre somos favoritos, em qualquer campeonato, sempre falam isso de nós. Não será a primeira vez. A Copa das Confederações e a Euro Sub-21 não dão garantias que ganharemos a Copa do Mundo. No Mundial há muitos candidatos, todo jogo tem que estar 100% focado. Temos que saber lidar com isso, não temos problema de ser chamado de favoritos”, comentou.

A Alemanha sofreu na decisão contra o Chile. Levou sufoco da equipe sul-americana até que aproveitou uma falha da zaga e marcou o gol da vitória com Lars Stindl, ainda no primeiro tempo O resultado, no entanto, coroa a seleção alemã com a melhor campanha do torneio, com quatro vitórias e um empate.