Marcelo marca golaço, Real vence Galatasaray, mas acaba vaiado no Bernabéu

  • Por Agência EFE
  • 18/08/2015 22h20
Jogadores do Real Madrid celebram vitória no torneio amistoso

Nem mesmo um golaço de Marcelo, a vitória por 2 a 1 sobre o Galatasaray e a conquista do Troféu Santiago Bernabéu pelo 10º ano consecutivo foram suficientes para satisfazer nesta terça-feira a torcida do Real Madrid, que vaiou o time em vários momentos, escolhendo como principal alvo das críticas o meia Gareth Bale.

O novo Real de Rafa Benítez chegou ao seu primeiro teste frente a sua torcida com um retrospecto de três vitórias, três empates e uma derrota nas sete partidas disputadas na pré-temporada.

Apesar do bom balanço de resultados nos amistosos, a equipe chegou ao Santiago Bernabéu sem convencer ofensivamente. Contra o Galatasaray, o Real até se redimiu, balançou a rede duas vezes, mas sem brilho durante grande parte do jogo, e a torcida não perdoou.

Os donos da casa abriram o placar aos 17 minutos do primeiro tempo. Após escanteio cobrado por Modric, Nacho subiu mais alto que os zagueiros adversários e tocou de cabeça para marcar.

O empate do Galatasaray ocorreu no início da segunda etapa. Aos 7 minutos, Sneijder, velho conhecido da torcida do Real Madrid, recebeu pelo meio e acertou belo chute no canto para igualar.

O Galatasaray quase virou na sequência. Sarioglu chutou firme, mas Keylor Navas conseguiu impedir o segundo gol dos visitantes.

O Real pressionava, mas nem Cristiano Ronaldo nem Gareth Bale, vaiado pela torcida, conseguiam resolver. Foi então que Marcelo apareceu. Aos 35 minutos, o lateral brasileiro avançou pela esquerda, driblou dois adversários, invadiu a área e tocou de bico no canto, na saída do goleiro.

Bale ainda seria bastante vaiado pela torcida que lotou o Bernabéu ao ser substituído já no fim da partida.

Outros dois brasileiros participaram do jogo. O volante Casemiro, ex-Porto e São Paulo, entrou no segundo tempo na equipe madrilenha, substituindo Isco. Pelo lado do Galatasaray, o lateral-esquerdo Alex Telles também entrou na etapa final, no lugar de Sneijder.