Após batida de Leclerc em Mônaco, Ferrari não identifica danos graves no carro

Se o câmbio precisar ser trocado, o piloto será punido e perderá cinco posições no grid de largada

  • Por Jovem Pan
  • 22/05/2021 18h07 - Atualizado em 22/05/2021 18h08
Reprodução/Instagram/charles_leclerc/22.05.2021Carro de Charles Leclerc não foi danificado, segundo indica a Ferrari

Charles Leclerc enfrentou uma espera angustiante depois de conquistar a pole position em Mônaco neste sábado, 22, em circunstâncias incomuns, isso porque ele aguardava para saber se o seu acidente na última volta do treino classificatório causou danos permanentes na caixa de câmbio de seu carro. Depois de algumas horas, a Ferrari deixou o piloto monegasco mais aliviado ao constatar que não houve nenhum dano sério na caixa de câmbio do carro e isso significa que ele deve ser capaz de começar a corrida em casa da pole position, como era planejado. Caso os mecânicos entendam que o câmbio deverá ser trocado, Leclerc perderá cinco posições no grid de largada como punição, e sairá em sexto, promovendo Max Verstappen, da Red Bull, ao primeiro lugar. Depois de uma inspeção inicial, a escuderia italiana considera que não há motivo para uma troca por enquanto. No entanto, isso não está completamente descartado. Só haverá certeza na manhã de domingo, 23, antes da corrida.

Leclerc expressou sentimentos contraditórios sobre a conquista da primeira pole position da Ferrari em 18 meses, a primeira do jovem piloto em Mônaco, sua casa, e a oitava da carreira. “Foi uma pena ter batido no muro”, disse o monegasco. “Estou um pouco confuso, porque com o acidente ainda não sei em que posição vou começar, isso depende dos danos no carro, então realmente espero que não vamos partir de trás. Se não for o caso, é claro que estou extremamente feliz com o que aconteceu antes do acidente”. Leclerc acrescentou que ficou tão surpreso quanto qualquer um ao ver o ritmo forte que a Ferrari mostrou em Mônaco neste fim de semana – embora tenha admitido que não espera que ele e seu parceiro de equipe, Carlos Sainz, que vai largar em quarto, mantenham esse nível de performance depois da prova nas ruas do Principado. “É uma grande surpresa”, disse ele. “Certamente fomos muito competitivos no setor 3 em Barcelona, mas dessa vez é bem diferente. Uma pista muito diferente e talvez esperávamos que a Red Bull e a Mercedes tivessem algo a mais para dar aqui, mas aparentemente não tinham. Então foi bom, mas até a qualificação não acreditávamos que poderíamos lutar pela pole”, completou.

*Com informações do Estadão Conteúdo.