Governo de São Paulo renova com a Fórmula 1 por cinco anos

A F-1 admitia ter negociações para levar a prova ao Rio de Janeiro em um novo circuito a ser construído em Deodoro

  • Por Jovem Pan
  • 12/11/2020 13h47 - Atualizado em 12/11/2020 13h52
EFEA cidade de São Paulo renovou com a Fórmula 1 por cinco anos

Governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB) anunciou nesta quinta-feira, 12, que a capital paulista renovou contrato com a Fórmula 1 para sediar o Grande Prêmio do Brasil por mais cinco temporadas. Em entrevista coletiva, o mandatário garantiu que o acordo está assinado, reiterando que as corridas acontecerão no Autódromo de Interlagos entre 2021 e 2025. O atual contrato da F-1 com São Paulo acabaria no final deste ano.

“Tenho o orgulho de anunciar que a Fórmula 1 acaba de renovar a realização do GP do Brasil de Fórmula 1 até 2025. O autódromo de Interlagos foi confirmado como sede do GP do Brasil de Fórmula 1 pelos próximos cinco anos. O contrato será assinado pelo prefeito Bruno Covas e o Liberty Media (grupo dono da Fórmula 1)”, disse o governador.

Vale lembrar que a cidade do Rio de Janeiro chegou a conversar com a Fórmula 1 sobre uma possível mudança, em um novo circuito a ser construído em Deodoro, tendo apoio, inclusive, do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). “É uma grande vitória para a cidade de São Paulo, para o Estado de São Paulo e para o Brasil. Vitória do bom senso, do equilíbrio e a vitória determinada por um trabalho competente liderado pelo Bruno Covas”, completou Doria.

A cidade de São Paulo tem sido a sede ininterrupta da prova desde 1990. O GP deste ano só foi cancelado por causa da pandemia da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, que acabou por causar uma radical mudança no cronograma da temporada. Com o acerto, a prova em São Paulo será disputada em 14 de novembro do ano que vem e será a antepenúltima do calendário.