Prass defende pênalti e Dudu garante vitória do Palmeiras contra o Corinthians

  • Por Jovem Pan
  • 03/04/2016 18h36
SP - PAULISTÃO/PALMEIRAS E CORINTHIANS - ESPORTES - O jogador Dudu comemora gol do Palmeiras durante a partida entre Palmeiras e Corinthians, válida pela 14ª rodada do Campeonato Paulista 2016, no Estádio do Pacaembu, Zona Oeste de São Paulo (SP), neste domingo (3). 03/04/2016 - Foto: LEONARDO BENASSATTO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDODudu Palmeiras

Antes do início do clássico, integrantes de torcidas organizadas de Palmeiras e Corinthians protagonizaram pelo menos três brigas em São Paulo, em uma delas, nas imediações da estação de trem São Miguel Paulista, na Zona Leste, um homem morreu.

Dentro de campo, o jogo valia um tabu: no Pacaembu, o clube do Parque São Jorge não perdia para o rival desde 17 de setembro de 1995, mais de duas décadas.

A partida começou movimentada, com o Palmeiras fazendo duas linhas de quatro para barrar as subidas de Fagner e Uendel. A marcação adiantada do time alviverde impedia o Corinthians de sair do campo de defesa sem rifar a bola. Aos 16 minutos, na primeira chance de perigo criada pelo alvinegro, Giovanni Augusto cavou a bola para Lucca na ponta esquerda, perto da grande área, o atacante chutou com perigo à esquerda do gol de Fernando Prass.

Aos 21 minutos, em contra-ataque rápido, Alecsandro lançou Gabriel Jesus, que chutou forte e exigiu grande defesa de Cássio. Aos 30, houve pausa para os atletas se hidratarem. No retorno, a tática de pressionar no campo de ataque ia dando certo para o Palmeiras, o Corinthians tinha muita dificuldade de ficar com a bola.

Até o apito final do primeiro tempo, pouco aconteceu. O jogo seguiu fraco tecnicamente, mas muito brigado – Lucca e Felipe, do Corinthians, e Gabriel Jesus, do Palmeiras, levaram cartão amarelo. Com a punição, o palmeirense foi suspenso e não enfrenta o Mogi Mirim pela última rodada do Paulista.

A segunda etapa começou com o Corinthians valorizando a posse de bola. Sem ritmo de jogo, Elias deu lugar a Maycon aos 8 minutos. Logo em seguida, Gabriel Jesus cruzou da esquerda para Alecsandro, que bateu de primeira, de pé direito. Cássio, no reflexo, fez novamente grande defesa e salvou o alvinegro.

Aos 12, Tite fez sua segunda substituição, promovendo a entrada de Romero no lugar de Guilherme, compondo a segunda linha de quatro pela direita.  Quatro minutos depois, Cuca optou por Dudu na vaga de Robinho, buscando velocidade nos contra-ataques.

Aos 27, o árbitro assinalou pênalti para o Corinthians. Thiago Martins derrubou Giovanni Augusto ao tentar afastar a bola. Lucca cobrou no canto direito, mas a estrela de Prass brilhou e o goleiro espalmou o chute.

Aos 30 minutos, veio o castigo para o Corinthians: Egídio lançou no centro da área, Zé Roberto desviou de cabeça e Dudu, também de cabeça, aproveitou bobeada de Cássio e mandou para as redes. 1 a 0 Palmeiras.

9 minutos depois, Dudu escapou pela direita, invadiu a área e bateu cruzado. Gabriel Jesus tocou na bola e marcou, mas o lance foi invalidado porque o atacante estava impedido. O resultado se manteve até o final e o Palmeiras alcançou merecida vitória, quebrando o jejum de 21 anos sem derrotar o adversário no estádio do Pacaembu.

O alviverde ainda assumiu a liderança do grupo B do Campeonato Paulista com 21 pontos, um a mais que o São Bernardo, derrotado pelo Audax por 2 a 1 neste sábado (02). O Corinthians segue com folga na liderança do grupo D com 32 pontos, 10 a mais que RB Brasil, segundo colocado.