Rosberg se dá bem em treino e larga na pole na China; Hamilton sai em último

  • Por Agência Estado
  • 16/04/2016 09h28
Rosberg se dá bem em treino e larga na pole na China - EFE

O início da temporada de 2016 da Fórmula 1 é todo de Nico Rosberg. Líder da classificação após vencer as duas primeiras etapas – Austrália e Bahrein -, o piloto alemão conseguiu neste sábado a pole para o GP da China, que acontecerá neste domingo, às 3 horas (de Brasília), no circuito de Xangai. Melhor ainda para ele, o seu companheiro de Mercedes e maior rival na briga pelo título, o inglês Lewis Hamilton, teve problemas no motor e largará da última posição no grid.

O tricampeão da categoria já iniciou o treino oficial deste sábado sabendo que perderia cinco posições por causa da troca de caixa de câmbio. Mas as coisas para Hamilton pioraram mais com os problemas na sua unidade de potência ainda no Q1, fazendo com que tenha que começar a corrida na 22.ª e última colocação. O inglês não deixava um treino oficial na primeira parte desde o GP da Hungria de 2014, em Hungaroring.

Já Rosberg passeou pela pista de Xangai. Só foi incomodado, um pouco, pelo finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, no início do Q3, mas nada que o alemão não pudesse recuperar. Fez rapidamente a melhor volta em 1min35s402 e abriu 0s5 de diferença para os rivais. Com sua primeira pole na temporada de 2016, Rosberg obteve a 23.ª na carreira, superando o espanhol Fernando Alonso

Dominantes de forma surpreendente nos primeiros treinos livres, os dois carros da Ferrari foram bem na classificação. Só não esperavam que o australiano Daniel Ricciardo fosse ainda melhor com sua Red Bull e “roubasse” a segunda colocação do grid, com 1min35s917. Assim, Raikkonen e o alemão Sebastian Vettel, nesta ordem, sairão na segunda fila. Na sequência, aparecem o finlandês Valtteri Bottas, da Williams, e o russo Daniil Kvyat, também da Red Bull.

Os pilotos brasileiros não tiveram sorte no Q2. Na parte final da segunda parte do treino, Felipe Massa e Felipe Nasr estavam prontos para dar a volta rápida quando a Force India do alemão Nico Hulkenberg teve um problema com a roda dianteira esquerda, que se soltou. Logo a direção da prova acionou a bandeira vermelha e ninguém teve mais tempo para nada. Assim, o piloto da Williams sairá da 11.ª posição e o da Sauber, da 16.ª. Até Fernando Alonso, de volta após se recuperar da forte batida na estreia na Austrália, foi prejudicado e largará em 12.º.