Simeone: “Disse aos jogadores que a partida não merece uma lágrima sequer”

  • Por Agencia EFE
  • 24/05/2014 22h16

Lisboa, 24 mai (EFE).- O argentino Diego Simeone, técnico do Atlético de Madrid, transmitiu neste sábado a seus jogadores, após a derrota contra o Real Madrid na final da Liga dos Campeões, que “a partida não merece sequer uma lágrima”, porque eles deram “tudo”, e levaram o time a uma nota 9,5, faltando apenas “meio ponto”.

“É preciso olhar a partido em geral. Eu acho que analisando a partida, no segundo tempo o Real Madrid foi melhor, nos mantiveram presos no campo de defesa sem nos deixar sair e isso gera uma dificuldade enorme diante de uma equipe com tantas possibilidades”, disse Simeone, ovacionado na sala de imprensa.

“O futebol é maravilhoso por isto. Muitas vezes dizem que vencer é tudo, mas os aplausos das pessoas que te apoiaram fazem você ver e esclarecer um pouco que existe esta parte do futebol. Como disse aos jogadores: hoje a partida não merece sequer uma lágrima, porque quando se dá tudo é preciso manter a cabeça erguida”.

“Isto é parte do jogo, se pode ganhar, se pode perder, mas é preciso estar nas duas situações. Hoje veio para nós a parte da derrota, mas com a tranquilidade de termos dado tudo. A equipe respondeu. Isso nos engrandece e nos prepara para continuar competindo. Os outros já sabem que o Atlético compete”, acrescentou.

Para ele, a palavra para resumir seu sentimento após este encontro “não é tristeza, é amargura por não ter podido chegar ao objetivo que muita gente esperava, mas tristeza não”.

Simeone transmitiu aos torcedores “que fiquem orgulhosos da extraordinária temporada que o Atlético de Madrid fez”.

Em relação à escalação de Diego Costa, que só jogou nove minutos por causa de uma lesão muscular no bíceps femoral, Simeone disse: “Sem dúvida, a responsabilidade de Diego ter jogado foi minha, me equivoquei porque ele saiu tão rápido, não estava nas condições que o tínhamos visto no dia anterior”, afirmou. EFE