Técnico do América-MG fica revoltado com arbitragem e abandona coletiva

Time teve gol anulado; segundo Lisca, essa é sexta vez que equipe perde pontos por erros do juiz

  • Por Jovem Pan
  • 21/12/2020 17h29 - Atualizado em 21/12/2020 17h37
FERNANDO MORENO/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDOAtlético-MG, comandado por Lisca, é o vice-líder da Série B do Brasileirão

O técnico Lisca do América-MG se revoltou com o gol anulado pela arbitragem na partida contra a Chapecoense, na 30ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, no domingo, 21. O jogo estava empatado quando o time mineiro, durante os acréscimos, fez mais um gol, que foi desconsiderado pelo juiz. A partida terminou em 2 a 2. Segundo Lisca, essa é sexta vez que o América perde pontos por erros da arbitragem. O assistente Anderson José de Moraes Coelho marcou impedimento, e a árbitra Edina Alves Batista anulou o gol, mas o atacante estava em posição legal. A vitória faria o Coelho assumir a liderança da segunda divisão nacional. “Chega, tudo tem um limite na vida”, berrou o técnico em coletiva de imprensa. Ao ser perguntado sobre a arbitragem, Lisca aproveitou para fazer um pronunciamento sobre a situação e informou que não responderia a mais nenhuma pergunta.

Em sua fala, o técnico afirma que o time já perdeu no mínimo oito pontos. “Foi contra o Cuiabá. Ponte Preta, Oeste, Cruzeiro, Juventude, Paraná e agora de novo? Sempre contra a mesma equipe!”, berrou. “Gaciba, pelo amor de Deus, Gaciba, o que tu está fazendo aí? Já fomos, já fizemos representação, nós já mandamos ofício, e a cada jogo se repete”, disse fazendo referência ao Leonardo Gaciba, chefe de arbitragem da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). “A Chapecoense não tem nada a ver com isso, é um baita de um time que está fazendo um baita trabalho. Mas não pode estragar um trabalho de um clube todo, de um time, das pessoas que estão lutando para caramba”, disse. Em seguida, Lisca afirmou que não responderia mais perguntas e encerrou a entrevista. Atualmente, o América-MG é o vice-líder da Série B.

Confira o forte pronunciamento de Lisca: