Udinese é punida por insultos racistas e terá jogo de portões fechados na Itália

Equipe italiana de futebol é penalizada após torcedores imitarem gritos de macaco contra goleiro francês

  • Por da Redação
  • 23/01/2024 19h56
Reprodução / Instagram @udinesecalcio udinese A punição foi baseada no relatório do árbitro e nos depoimentos dos representantes da procuradoria da federação, que confirmaram os atos de discriminação racial contra o goleiro francês Mike Maignan

A Udinese, equipe italiana de futebol, foi punida com um jogo com portões fechados devido aos insultos racistas proferidos por seus torcedores contra o goleiro francês Mike Maignan, do Milan. A decisão foi tomada pela comissão disciplinar da Serie A e divulgada em comunicado nesta terça-feira, 23. A punição foi baseada no relatório do árbitro e nos depoimentos dos representantes da procuradoria da federação, que confirmaram os atos de discriminação racial ocorridos durante a partida do último sábado.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan Esportes e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Durante o jogo válido pela 21ª rodada do Campeonato Italiano, os torcedores da Udinese imitaram gritos de macaco direcionados a Maignan no Bluenergy Stadium. O goleiro francês alertou o árbitro sobre o ocorrido e, aos 34 minutos do primeiro tempo, deixou o campo acompanhado por seus companheiros. A partida foi reiniciada e terminou com a vitória do Milan por 3 a 2. No dia seguinte ao incidente, Maignan cobrou medidas da federação italiana em relação aos atos racistas. Em uma mensagem nas redes sociais, o goleiro escreveu: “Se vocês não fazem nada, vocês também são cúmplices”. O jogador recebeu apoio de diversos colegas de profissão e de entidades que lutam contra o racismo no futebol.

Publicada por Adrielle Farias

*Reportagem produzida com auxílio de IA

 

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.