Aumenta número de crimes contra o patrimônio no Brasil; índice de homicídios cai

  • Por Jovem Pan
  • 12/11/2014 09h23

O número de homicídios apresentou estabilidade no país, mas cresceram os crimes contra o patrimônio, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública. A cada dez minutos, uma pessoa foi assassinada no Brasil em 2013, num total de 50.806 vítimas.

O Estado de São Paulo registrou a menor taxa de homicídios a cada 100 mil habitantes, com 10,8%. Alagoas segue como o estado com o maior número de assassinatos, com 64,7% mortos por 100 mil habitantes.

Apesar da estabilidade no resultado nacional de homicídios, houve alta acentuada nos casos de roubos, incluindo de cargas e de veículos. Falando a Anderson Costa, vice-presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio de Lima, destaca a falta de atualização das leis.

*Ouça os detalhes no áudio

Para o professor de Direito da Fundação Getúlio Vargas, a ausência de registros policiais dos crimes por parte da população dificulta o mapeamento. De acordo com Oscar Vilhena Vieira, as delegacias se transformam em grandes cartórios para facilitar a recuperação de bens assegurados.

O analista do Instituto Sou da Paz aponta os fatores que levaram o Estado de São Paulo a reduzir os casos de homicídios. Carolina Ricardo disse que é possível o intercâmbio com outros estados para que a redução nos casos de assassinatos aconteça como um todo.

Em 2013, foram registrados 50.320 casos de estupros no país, porém, pesquisas apontam que somente 35% das ocorrências são notificadas. Em razão disso, é possível que o número de crimes de abuso sexual no Brasil seja maior e ultrapasse a marca de 143 mil, segundo o Anuário.