‘A gente só é derrotado quando perde a fé em Deus’, diz Crivella em discurso

Candidato do Republicanos também agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro durante declaração após derrota

  • Por Jovem Pan
  • 29/11/2020 23h36
SAULO ANGELO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 25/11/2020Marcelo Crivella

Em sua primeira declaração após o segundo turno das eleições municipais de 2020, o atual prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos) disse estar triste com o resultado da votação, mas afirmou que “só é derrotado quando perde a fé em Deus”. Crivella foi derrotado pelo candidato Eduardo Paes (DEM), que conquistou 64,07% dos votos válidos, contra 35,93% obtidos pelo candidato à reeleição. “Ficamos tristes, mas não somos derrotados. A gente só é derrotado quando perde a fé em Deus”, disse Crivella, que também elogiou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que o apoiou durante a corrida à prefeitura. “Não poderia deixar de agradecer ao presidente Jair Bolsonaro, um apoio tão honrado. O presidente é um homem de convicções porque, mesmo com todas adversidades, nos apoiou, esteve ao nosso lado, deu declarações, pediu aos seus deputados bolsonaristas que marchassem conosco”, afirmou.

O prefeito também afirmou que as dívidas herdadas por sua gestão e os processos de impeachment abertos contra ele dificultou sua administração. Ele disse ainda que os processos foram instaurados por pessoas que cobiçavam o cargo de prefeito. “Foram anos difíceis para todos nós, muitas dívidas para pagar do período olímpico. Havia também uma queda expressiva de arrecadação, muitas incompreensões na Câmara dos Vereadores, perdemos nosso vice[Fernando Mac Dowell ] no meio do caminho e isso, quando não se tem um vice, acaba despertando uma certa ambição eleitoral para se conseguir o cargo do prefeito”, afirmou.