A menos de dois meses para volta às aulas, São Paulo não sabe quando estudantes retornarão às escolas

Secretário da Educação do município afirmou que aguardará posicionamento da secretaria de Saúde para definir formato das aulas na rede de ensino a partir de fevereiro

  • Por Jovem Pan
  • 16/12/2020 15h42 - Atualizado em 16/12/2020 15h42
Prefeitura de São Paulo/DivulgaçãoSecretário afirmou que aulas só serão retomadas quando secretaria de Saúde der aval

Com calendário do ano letivo de 2020 divulgado, a prefeitura de São Paulo sabe que as aulas da rede municipal de ensino serão retomadas no dia 4 de fevereiro, mas ainda não sabe quando isso será feito presencialmente. “É preciso aguardar a orientação da secretaria Municipal de Saúde, como fizemos desde o início, mas o mais importante é que as escolas já estão preparadas, organizadas, todos os materiais necessários e indicados pelos protocolos de saúde foram adquiridos”, afirmou o secretário municipal de Educação, Bruno Caetano, em coletiva de imprensa realizada na tarde desta quarta-feira, 16. Ele reforçou que os alunos só poderão retornar às escolas com o aval da vigilância sanitária.

O secretário também negou qualquer tipo de atraso na compra de tablets para mais de 400 mil estudantes, anunciada no mês de agosto, e afirmou que pelo menos 10 mil equipamentos com acesso à internet deverão ser distribuídos ainda no mês de dezembro. “Serão privilegiados nessa primeira entrega exatamente aqueles estudantes que apresentaram as maiores dificuldades de acesso à internet”, afirmou. O resto dos alunos da rede municipal deverá receber os eletrônicos até o mês de fevereiro. A ideia é que eles usem o tablet no turno em que não estiverem na escola para atividades de recuperação, estudando de “forma integral”. “Aquele estudante que tiver feito adequadamente o programa de recuperação e reforço escolar no contraturno continuará com o cartão merenda sendo recarregado todos os meses para que ele possa ter a alimentação adequada para aprender mais e melhor”, afirmou.