Doria diz que ‘recomendou imediato afastamento’ de PM que agrediu grávida em SP

  • Por Jovem Pan
  • 04/02/2020 21h48
ReproduçãoMoradores da região alegaram que a mulher foi agredida após tentar filmar a abordagem do agente

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta terça-feira (4) pelas redes sociais que recomendou o imediato afastamento do policial militar que agrediu uma mulher grávida em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo. O vídeo circulou nas redes sociais na tarde de hoje.

Doria afirmou que, apesar da mulher ter resistido a prisão por tráfico de drogas, existe “um protocolo a ser cumprido” e que as imagens indicam “conduta totalmente inadequada do policial”. Moradores da região alegaram, no entanto, que a mulher foi agredida após tentar filmar a abordagem do agente.

O governador de São Paulo ressaltou o “seu respeito à PM do Estado” que, segundo ele, “é a melhor do Brasil”, mas disse que não “deixará de condenar excessos e violência desnecessária”.

Vídeo

Nas imagens, o policial aparece com o joelho sobre a barriga da mulher, que alega estar grávida, e desfere tapas no rosto dela. “Ela está grávida, moço. Libera ela”, diz uma das testemunhas no vídeo.

“Tá forçando a minha barriga, eu tô grávida”, diz a mulher imobilizada no chão. A PM afirma que atendia a uma ocorrência de tráfico de drogas na região.

Confira o momento: