Agert diz que requerimento de Renan Calheiros sobre a Jovem Pan na CPI fere liberdade de imprensa

Entidade disse que ‘pedido é totalmente fora de propósito e não faz parte do objeto da investigação’

  • Por Jovem Pan
  • 01/08/2021 21h16 - Atualizado em 01/08/2021 22h21
Reprodução/Agert/01.08.2021A Agert emitiu uma nota de solidariedade à Jovem Pan

A Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio e Televisão (Agert) soltou neste domingo, 1, uma nota de solidariedade após o senador Renan Calheiros encaminhar um pedido de quebra do sigilo bancário da Jovem Pan à CPI da Covid. A entidade, que possui mais de 58 anos de serviços prestados a radiodifusão, declarou que “externa seu total apoio e solidariedade” a Jovem Pan. “O pedido é totalmente fora de propósito e não faz parte do objeto da investigação da CPI, pois a emissora cumpre apenas o seu dever de informar à população sobre os fatos investigados e divulgados pela comissão do Senado. Entendemos que tal pedido fere o princípio da Liberdade de Imprensa em nosso país. A radiodifusão brasileira cumpre seu papel com responsabilidade, levando informação com correção e equilíbrio para o seu público”, declarou Roberto Cervo Melão, presidente da Agert, em nota.