Alcolumbre: ‘Consideramos grave a posição externada por Bolsonaro’

Em nota, presidente do Senado disse que Brasil necessita de ‘uma liderança séria, responsável e comprometida com a vida e a saúde da sua população’

  • Por Jovem Pan
  • 24/03/2020 21h55
Roque de Sá/Agência SenadoAlcolumbre foi diagnosticado com Covid-19

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), emitiu uma nota à imprensa poucos minutos depois do pronunciamento em rede nacional do presidente Jair Bolsonaro, em que ele pregou o retorno “à normalidade” em meio à pandemia de coronavírus.

Alcolumbre, que foi diagnosticado com a doença, disse que o Brasil precisa de “uma liderança séria, responsável e comprometida com a vida e a saúde da sua população”.

“Consideramos grave a posição externada pelo presidente da República hoje, em cadeia nacional, de ataque às medidas de contenção ao Covid-19. Posição que está na contramão das ações adotadas em outros países e sugeridas pela própria Organização Mundial da Saúde (OMS)”, escreveu.

Bolsonarou sugeriu, por exemplo, que o comércio e as escolas sejam reabertas. Ele proferiu, ainda, críticas à imprensa, dizendo que “espalhava o pânico”.

“Reafirmamos e insistimos: não é momento de ataque à imprensa e a outros gestores públicos. É momento de união, de serenidade e equilíbrio, de ouvir os técnicos e profissionais da área para que sejam adotadas as precauções e cautelas necessárias para o controle da situação, antes que seja tarde demais”, continuou o comunicado emitido pelo Senado.

“A Nação espera do líder do Executivo, mais do que nunca, transparência, seriedade e responsabilidade. O Congresso continuará atuante e atento para colaborar no que for necessário para a superação desta crise”, finalizou a nota.