Aluna de 13 anos do Colégio Bandeirantes é infectada por coronavírus

Uma das mais tradicionais escolas de São Paulo emitiu comunicado aos pais e afirmou que a aluna, que está bem e em tratamento, não retornou às atividades escolares. Ela passou o feriado de Carnaval na Itália

  • Por Jovem Pan
  • 07/03/2020 12h16
Reprodução Colégio Bandeirantes, em São Paulo

O Colégio Bandeirantes, tradicional escola de São Paulo, confirmou que uma adolescente de 13 anos que estuda no colégio teve diagnóstico para o novo coronavírus. Em um comunicado enviado aos pais, a escola afirma que a aluna não retornou às atividades escolares após passar o feriado de Carnaval na Itália.

“Tivemos, hoje, a confirmação de que uma de nossas alunas, que esteve no feriado de Carnaval em viagem pela Itália, foi diagnosticada com Covid-19, conhecido como coronavírus. Ela passa bem, sem sintomas e está sendo observada em casa, conforme recomendação médica”, informa o colégio.

A escola ainda informa no comunicado que os pais e irmãos da aluna também passaram pelo exame para detecção do novo coronavírus, que deram negativo.

“”Reforçamos que, desde sua chegada ao Brasil, a aluna não retornou às atividades escolares e não teve contato com outros alunos ou colaboradores do Colégio. Seus pais e irmãos também foram submetidos ao tese e o resultado foi negativo para o vírus”, finaliza o comunicado da escola.

China, Itália e Coreia do Sul já adotaram medidas de fechamento de escolas e universidades para conter a transmissão do vírus. No total, quase 300 milhões de crianças e adolescentes têm perdido aulas por causa da nova epidemia.

No Brasil, há 14 casos confirmados da doença – após a confirmação de mais um caso no Rio de Janeiro neste sábado. O País monitora 768 casos suspeitos da doença e 480 análises já foram descartadas. Os Estados com mais registros de suspeição de coronavírus são: São Paulo (222), Minas Gerais (123), Rio Grande do Sul (112) e Rio de Janeiro (111).

*Com informações do Estadão Conteúdo