Anvisa encerra inspeção da CoronaVac; resultado deve sair até a primeira semana de janeiro

Agência esteve na China para verificar fábrica da Sinovac, empresa que fornece insumos para produção do imunizante no Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 04/12/2020 16h42 - Atualizado em 04/12/2020 17h12
TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO CONTEÚDO - 23/11/2020 CoronaVac é desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta sexta-feira, 4, que encerrou o processo inspeção presencial da CoronaVac na China. A vacina contra Covid- 19 é desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac Life Sciences Co. em parceria com o Instituto Butantan. A inspeção foi realizada na Sinovac, na China, entre os dias 30 de novembro a 4 de dezembro. O resultado final deve ser liberado entre a última semana de dezembro e a primeira de janeiro. Agora, a equipe de inspetores da Anvisa irá realizar o mesmo processo na Wuxi Biologics Co, empresa produtora dos insumos utilizados utilizados pela Fiocruz Bio-Manguinhos para a produção da vacina da farmacêutica britânica AstraZeneca e da Universidade de Oxford.

Segundo a agência, a verificação de Boas Práticas de Fabricação da Sinovac foi finalizada às 7h de hoje. A Anvisa ressalta que a conclusão do processo só ocorrerá após a emissão do relatório pelo equipe de inspetores, que aguardam informações adicionais do Instituo Butantan. A previsão é de que o resultado sobre a certificação em Boas Práticas de Fabricação seja realizada entre a última semana de dezembro e a primeira de janeiro. A autarquia enfatiza que o cronograma de verificação é uma etapa técnica para avaliar as normas de fabricação e que essa está de acordo com regulamentos utilizados pelas principais agências sanitárias internacionais.