Seis dos 76 fugitivos de Pedro Juan Caballero foram recapturados

  • Por Jovem Pan
  • 21/01/2020 11h15
Reprodução/GoogleMapsPenitenciária de Pedro Juan Caballero

Seis dos 76 detentos que fugiram da Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, foram recapturados após quase 48h de fuga. Um deles foi detido já em território brasileiro, pela Polícia Militar do Mato Grosso do Sul.

As últimas três prisões foram registradas na noite de segunda-feira, em Arroyto, 150 km de Pedro Juan Caballero. Segundo o Ministério do Interior do Paraguai, os homens integram uma célula do Primeiro Comando da Capital (PCC) no país. Eles foram detidos enquanto caminhavam pelo acostamento de uma rodovia.

Segundo informações da Força Tarefa Conjunta, que reúne equipes das Forças Armadas paraguaias, da Polícia Nacional e da Secretaria Nacional Antidrogas, a atitude suspeita e as roupas precárias do grupo chamaram atenção dos agentes em uma das barreiras montadas pela Força Tarefa para recapturar os fugitivos.

O brasileiro preso em Ponta Porã (MS) foi detido em situação semelhante. Ao caminhar pela Rodovia BR-463 descalço, chamou atenção do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) da PM sul-mato-grossense. Ele tentou se apresentar com um nome falso, mas foi identificado logo em seguida.

Os outros dois fugitivos foram localizados na região do presídio. Um estava escondido em uma residência próxima e o outro, detido ainda enquanto percorria o túnel de 15 metros cavado pelos detentos para a fuga.

Autoridades paraguaias suspeitam que parte do grupo deixou o presídio pela porta da frente, auxiliados pelos agentes penitenciários. A ministra da Justiça, Cecilia Pérez, disse que é alta “a possibilidade de envolvimento de agentes corruptos”, e que a maioria dos detentos que escaparam pertencem ao PCC. O chefe de segurança e o diretor da penitenciária foram demitidos, e cinco agentes foram presos.

* Com informações da Agência Brasil e da IP – Agência de notícias pública do Paraguai