Após falar em ‘taxa de melhoria’, prefeito de SP diz que população não será cobrada por aterramento de fio

Segundo Ricardo Nunes (MDB), se alguém quiser enterrar os fios, a Prefeitura está disposta a pagar metade justamente para evitar que árvores caiam sobre a cidade

  • Por Jovem Pan
  • 07/11/2023 15h27
Bruno Spada/Câmara dos Deputados Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes Ricardo Nunes afirma que São Paulo não cobrará taxa por aterramento de fio da população

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), afirmou que a população não será cobrada por aterramento de fio. A informação foi divulgada em um comunicado da Prefeitura de São Paulo nesta terça-feira, 7. A afirmação ocorre um dia depois de falar em  uma”taxa de melhoria”, durante uma coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, nesta segunda-feira, 6. “Não farei nenhum tipo de cobrança para a população na cidade de São Paulo. Pelo contrário, se alguém quiser enterrar os fios, a Prefeitura está disposta a pagar metade justamente para evitar que árvores caiam sobre a cidade. Meu compromisso sempre foi desonerar o paulistano, assim como fizemos quando não aumentamos a tarifa do transporte público ou demos isenção de IPTU na região central, por exemplo”, disse o prefeito. A possibilidade de haver essa cobrança foi levantada por Nunes após uma reunião na sede do governo de SP. “A taxa, pela regulação, uma possibilidade de fazer a cobrança de uma taxa de serviço, taxa de melhoria, contribuição de melhoria. Temos conversado com a Enel e desde o ano passado estamos tratando disso”, disse. Segundo a prefeitura, o programa São Paulo Sem Fios já conta com 60 quilômetros com a fiação 100% subterrânea. Ainda segundo a administração municipal, o programa contribui com a diminuição de ocorrências que podem causar queda de árvores ou outros incidentes. A Prefeitura de São Paulo prevê a utilização de recursos do Fundo Municipal de Iluminação, por meio da contribuição de custeio da iluminação pública (COSIP), para ajudar no programa de expansão do aterramento de fios, numa ação compartilhada com as concessionárias. O órgão municipal disse ainda que desenvolve um mapeamento das regiões com maior necessidade de aterramento de fios em razão da maior concentração de árvores e risco potencial. Além aterramento, o projeto São Paulo Sem Fios vai retirar 3.014 postes da cidade até dezembro deste ano, conforme explicou a prefeitura. O programa está em andamento e 57% já foi concluído, de acordo com a administração municipal.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.