Atingidos por tragédia de Brumadinho receberão cesta básica da Vale por um ano

  • Por Jovem Pan
  • 09/03/2019 16h26
Edmar Barros/Estadão ConteúdoMedida foi determinada depois de um acordo judicial com a mineradora, dona da barragem que rompeu em 25 de janeiro

O Ministério Público de Minas Gerais anunciou que as famílias atingidas pela tragédia de Brumadinho receberão uma cesta básica mensal da Vale pelo período de um ano. A medida foi determinada depois de um acordo judicial com a mineradora, dona da barragem que rompeu em 25 de janeiro.

O acordo também fixa a obrigação de a mineradora custear a contratação de assessoria técnica independente para fornecer suporte às pessoas atingidas pelo desastre ambiental. As próprias vítimas escolherão as entidades que vão atendê-las.

A Vale também será obrigada a pagar os cofres do estado de Minas Gerais pelos gastos com a tragédia. A multas aplicadas pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad) giram em torno de R$ 99 milhões.O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) também aplicou penalidades, que somam cerca de R$ 250 milhões.

Além dos pagamentos acordados na esfera judicial, a Vale anunciou, três dias após a tragédia, a doação de R$ 100 mil para cada família que perdeu um parente. Um balanço divulgado pela mineradora no dia 25 de fevereiro mostrava que, até então, 264 pagamentos tinham sido feitos. Outra doação, no valor de R$ 50 mil, está sendo assegurada para as famílias que residiam na área de alagamento. Esses repasses não poderão ser deduzidas das futuras indenizações, que ainda serão calculadas.

O número de mortos após o rompimento da represa subiu para 197, após buscas nesta sexta-feira (8), segundo a Defesa Civil de Minas Gerais. O total de desaparecidos diminuiu para 111 pessoas.

Com Agência Brasil