Ato na Paulista reuniu 125 mil pessoas, diz governo de São Paulo

No Anhangabaú, a SSP calculou a presença de 15 mil manifestantes; PM realizou cinco detenções envolvendo furtos, porte de arma branca, de sinalizadores e de apetrechos para confecção de coquetel molotov

  • Por Jovem Pan
  • 07/09/2021 17h24 - Atualizado em 07/09/2021 17h42
EFE/Fernando Bizerra - 7.set.2021Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro se reuniram na Avenida Paulista

A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP) estima que 125 mil pessoas participaram do ato a favor do governo de Jair Bolsonaro realizado na Avenida Paulista nesta terça-feira, 7. O chefe do Executivo compareceu presencialmente e discursou aos apoiadores, que se concentram na altura do MASP. No Vale do Anhangabaú, onde foram realizadas manifestações contra o governo federal, a pasta calculou a presença de 15 mil pessoas. A estimativa do público nos locais foi realizada pela área técnica da SSP a partir do uso de imagens aéreas, análise de mapas e georreferenciamento e determinando a extensão dos atos. Atuaram, ao todo, 4 mil policiais exclusivamente no patrulhamento relacionamento aos atos antagônicos. A secretaria afirma que o esquema especial de policiamento que custou mais de R$ 1,75 milhão aos cofres públicos.

O governo paulista intensificou o patrulhamento nas primeiras horas da manhã, com ênfase nas estações de Metrô, terminais de passageiros e demais áreas de acesso aos atos. Em todo o Estado, mais de 27 mil policiais militares foram escalados para proteger a população. Na capital, foram mobilizadas 1.400 viaturas, seis caminhões blindados (“guardião”), três veículos lançador de água, 20 cães, 100 cavalos e seis drones. Participam da operação ainda equipes dos Comandos de Policiamento da Capital (CPC), de Trânsito (CPTran), de Choque (CPChq), do Corpo de Bombeiros (CCB), além do CavPM com apoio de três helicópteros Águia. A Polícia Militar recomenda que os manifestantes da região da Paulista utilizem a Estação Paraíso de metrô.

Ocorrências

De acordo com a SSP, até às 16h30 não foram registradas ocorrências de grande vulto. Entre as efetivadas, dois criminosos foram presos por furto de celulares na região da Paulista. Um deles foi localizado na rua Itapeva. O homem foi detido, vários aparelhos foram recuperados e uma vítima identificada. A ocorrência segue em andamento no 78º DP. Um outro homem foi encaminhado à mesma unidade após flagrante de furto. Foram encontrados sete aparelhos com o assaltante. Uma terceira pessoa foi encaminhada ao 2º DP por porte de arma branca e outra por porte de sinalizadores e fogos de artifício proibidos, ambas na Estação Anhangabaú. Durante revista a grupo de 30 manifestantes na rua Líbero Badaró, a PM localizou, em uma das mochilas, petrechos próprios para a confecção de coquetel molotov. O dono dos materiais foi conduzido ao 8º DP.