Augusto Aras testa positivo para Covid-19 após participar de posse de Fux

Ao todo, seis autoridades já testaram positivo após o evento realizado na semana passada

  • Por Jovem Pan
  • 17/09/2020 14h52 - Atualizado em 18/09/2020 08h08
Gabriela Biló/Estadão ConteúdoAugusto Aras testou positivo para a Covid-19

Na tarde dessa quinta-feira, 17, o perfil oficial do Ministério Público Federal anunciou em seu Twitter que o procurador-geral da República, Augusto Aras, testou positivo para a Covid-19. De acordo com o breve comunicado, Aras passa bem e está em isolamento ‘despachando remotamente’. Com o procurador, ao menos seis autoridades que estiveram presentes na posse de Luiz Fux como presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), incluindo o ministro, foram diagnosticados com o novo coronavírus.

Na quarta-feira, 16, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou estar com a doença. Na última segunda-feira, Fux divulgou que também havia testado positivo para o vírus. Os ministros Luís Felipe Salomão e Antonio Saldanha Palheiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), além da ministra Maria Cristina Pedruzzi, do Tribunal Superior do Trabalho, também foram diagnosticados com a Covid-19 depois do evento de posse, ocorrido na semana passada.

STF avalia novo protocolo contra a Covid-19

Depois de tantas contaminações, a Corte informou, por meio de nota, que estuda “novos procedimentos” para aumentar a segurança de servidores e visitantes. Na posse de Fux estiveram presentes cerca de 50 convidados, além dos servidores e terceirizados que trabalharam na realização da cerimônia. Na nota, a presidência da Corte presta “solidariedade e votos de ampla recuperação aos que eventualmente contraíram a Covid-19”.

O texto destaca que o tribunal adotou todos os protocolos recomendados pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). “Vale lembrar que somente 20% dos assentos do Plenário da Corte foram ocupados. Houve obrigatoriedade do uso de máscaras; todos os presentes foram submetidos à medição de temperatura corporal; dezenas de totens com álcool-gel foram alocados em pontos estratégicos do Tribunal; além de outras providências, como plantão médico e UTI móvel, foram tomadas”, diz o comunicado. O STF acrescenta que está fazendo contato com todos os convidados que estavam na cerimônia de posse para alertar sobre a importância de buscar um serviço médico, seja pela exposição durante a solenidade, ou em outros eventos fora do tribunal.