Auxílio: Caixa pede que clientes só compareçam na data do saque

Calendário programado de acordo com o mês de nascimento foi pensado para evitar filas e aglomerações

  • Por Jovem Pan
  • 28/04/2020 14h56 - Atualizado em 28/04/2020 15h07
EFE/Joédson AlvesApenas uma pessoa a cada cinco que buscaram presencialmente o banco ontem tinha direito ao saque na referida data

Começou nesta segunda-feira (27) o calendário de saques em mãos do auxílio emergencial. Apesar dos dias para retirada serem separados pelo mês de nascimento do beneficiário, a fim de evitar aglomerações, muitas agências da Caixa Econômica Federal e casas lotéricas têm registrado filas. Segundo um levantamento da Caixa, apenas uma pessoa a cada cinco que buscaram o banco ontem tinha direito ao saque na referida data.

Além disso, o aplicativo Caixa Tem, utilizado para movimentar o dinheiro depositado na Poupança Digital, registrou milhões de acessos nos últimos dias, sendo que mais da metade é de usuários que não têm direito ao Auxílio Emergencial. “A Caixa recomenda que somente os brasileiros que receberam o Auxílio Emergencial pela Poupança Social Digital acessem o aplicativo”, esclarece o banco em comunicado.

O banco pede, ainda, que busquem as agências só aqueles usuários que precisam realizar serviços essenciais ou os beneficiários que receberam o auxílio na Poupança Social Digital e desejem fazer o saque em espécie, conforme o seguinte calendário:

28 de abril – nascidos em março e abril

29 de abril – nascidos em maio e junho

30 de abril – nascidos julho e agosto

04 de maio – nascidos em setembro e outubro

05 de maio – nascidos em novembro e dezembro

A Caixa também alocou 2.800 novos vigilantes e aumentou o número de recepcionistas para reforçar a orientação ao público e manter os protocolos já implementados para garantir a saúde de todos. Informa ainda que abrirá 800 agências no próximo sábado (2) em todas as regiões do país, no horário de 08 às 12 horas.

De acordo com a instituição, em conjunto com o Ministério da Cidadania e a Dataprev, o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 já contabiliza 44,3 milhões de pessoas beneficiadas.

Problemas no aplicativo

O banco informou que, para realizar o saque, é necessário a liberação de um código pelo aplicativo Caixa TEM. No entanto, clientes têm informado que não conseguem nem mesmo entrar no aplicativo, ou que precisam esperar horas para que ele carregue, além de uma série de outros problemas e erros.

As queixas ganham força há dias nas redes sociais, e a #caixatemnaofunciona já foi utilizada milhares de vezes.