Bares do RJ têm mais uma noite de aglomerações após descumprimento de normas

Primeiro fim de semana com bares e restaurantes liberados na capital carioca registrou concentração acima do permitido em diversos estabelecimentos

  • Por Jovem Pan
  • 05/07/2020 16h05
CLAUDIA MARTINI/AM PRESS & IMAGES/ESTADÃO CONTEÚDONa sexta-feira (3), a prefeitura fiscalizou e multou locais que não cumprimentaram decreto

Apesar das restrições impostas no estado do Rio de Janeiro, um bar chamado Legado do Chopp, em Duque de Caxias, localizado na Baixada Fluminense, ficou lotado de pessoas na madrugada deste domingo (5), como mostram as imagens divulgadas pelo próprio estabelecimento em uma rede social.

Em outra rede social, o estabelecimento informava que uma festa, que aconteceu na última sexta-feira (3), seria realizada com capacidade reduzida para até 120 pessoas e que “para a segurança de todos, não seria permitido a entrada de pessoas sem máscara”.

Após três meses fechados devido às restrições impostas pelo novo coronavírus, bares e restaurantes voltaram a funcionar no Rio de Janeiro na última quinta-feira (2). Entretanto, a liberação causou grande aglomeração na zona sul carioca, com clientes acumulados em calçadas, sem respeitar o distanciamento social, e abdicando do uso de máscaras. No último dia 30 de junho, a cidade ultrapassou a marca de 10 mil mortes e mais de 112 mil infectados pela Covid-19.

Decreto estadual prevê fiscalização

No decreto do governo estadual, ficou estabelecido a reabertura de bares e restaurantes, em horários específicos, respeitando 50% de sua capacidade.

Todos os estabelecimentos abertos devem seguir protocolos e medidas de segurança recomendadas pelas autoridades sanitárias, como assegurar a distância mínima de 1 metro entre as pessoas e disponibilizar álcool em gel 70%. Além da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção facial por clientes e funcionários.

Segundo o documento, em caso de descumprimento das medidas previstas, as forças de segurança pública poderão atuar em eventuais práticas de infrações administrativas e crimes previstos.

*Com Estadão Conteúdo