Bivar: ‘Bolsonaro pode levar tudo do PSL, menos a dignidade’

  • Por Jovem Pan
  • 09/10/2019 12h20
DivulgaçãoSegundo Bolsonaro, presidente do partido está "queimado"

O presidente do PSL, deputado Luciano Bivar, afirmou, nesta quarta-feira (9), que declaração do presidente Jair Bolsonaro sobre o partido foi “terminal”. Em entrevista à jornalista Andreia Sadi, Bivar disse que Bolsonaro “já está afastado” da sigla e que, se ele realmente deixar a legenda, “não vai alterar nada”.

“O que pretendemos é viabilizar o país. Não vai alterar nada se Bolsonaro sair, seguiremos apoiando medidas fundamentais. A declaração de ontem foi terminal, ele disse que está afastado”, disse.

Em seguida, ele acrescentou que, mesmo que Bolsonaro deixe o PSL, o partido continuará defendendo suas pautas atuais. “Não estamos em grêmio estudantil. Ele pode levar tudo do partido, só não pode levar a dignidade, o sentimento liberal que temos e o compromisso com o combate à corrupção”, concluiu.

Entenda

O presidente Bolsonaro deu início, nesta terça-feira (8), a uma polêmica agora com seu o próprio partido, o PSL. Ao conversar com um apoiador na saída do Palácio da Alvorada, em Brasília, ele foi gravado dizendo que o presidente da legenda, Bivar, estava “queimado”, e que o militante deveria “esquecer o partido”.